sicnot

Perfil

Desporto

Estádio olímpico de Tóquio será ecológico e de tradição arquitetónica

O estádio olímpico de Tóquio, para os Jogos de 2020, será um recinto aberto à cidade, pensado de forma ecológica e com influência da tradição arquitetónica japonesa, revelou hoje o arquiteto do projeto, Kengo Kuma.

© Yuya Shino / Reuters

Na sua primeira aparição pública depois de ser selecionado, Kuma explicou que o principal material a ser utilizado na construção do novo estádio olímpico será a madeira, um material muito usado na sua arquitetura, de manutenção simples e duradoura.

Com um desenho inspirado nos templos e santuários xintoísta, o arquiteto disse esperar que o público internacional possa sentir o "calor" da madeira e apreciar "a beleza e calma" das sombras projetadas no estádio.

"Utilizarei o mais possível a madeira e gostaria que ela viesse de uma localidade próxima", acrescentou Kengo Kuma, de 61 anos, arquiteto que tem no estádio olímpico o projeto de maior envergadura da sua carreira.

Em relação aos aspetos ecológicos, o arquiteto explicou que a construção contará com uma fonte de energia limpa, ao incluir painéis solares "visíveis, porque fazem parte do desenho", e que aproveitará o vento, na 'fisionomia' do projeto, para poupar no ar condicionado.

O estádio terá essa forte componente ecológica, ao incluir também uma fachada repleta de terraços com vegetação e que árvores e plantas serão regadas com água reciclada.

O responsável quer ainda que o futuro estádio integre a cidade, tendo em conta que o antigo, na sua opinião, é "um cenário solitário".

"Gostaria que as pessoas de Tóquio pudessem aproveitá-lo para além dos Jogos", sublinhou.

O novo estádio, que se erguerá no terreno ocupado pelo anterior, inaugurado em 1958, começou por ser polémico, depois de o projeto da arquiteta anglo-iraquiana Zaha Hadid ter sido o primeiro a ser escolhido.

A escolha acabou por 'cair', com o projeto a ser muito criticado pelos seus custos elevados -- com o dobro do orçamento previsto -, e a sua excessiva magnitude e um projeto pouco envolvente com o meio exterior.

Na quinta-feira a arquiteta anglo-iraquiana denunciou na sua página na internet as semelhanças entre o seu projeto e o atual, selecionado em dezembro passado, entrando em litígio com o governo japonês devido a direitos de autor.

Um representante do Conselho dos Desportos do Japão (CSD) admitiu a disputa pelos direitos de propriedade intelectual do projeto, depois da arquiteta Zaha Hadid ter acusado o Japão de querer apoderar-se dos mesmos depois do cancelamento do contrato.

Lusa

  • Será que lavar em lavandarias self-service compensa?
    8:21
  • Explosão próximo do aeroporto de Damasco

    Mundo

    A televisão do movimento xiita libanês Hezbollah, aliado do regime sírio, noticiou hoje que a explosão ocorrida esta madrugada perto do aeroporto de Damasco "foi provavelmente" resultado de um ataque israelita contra depósitos de combustível.

  • Dois em cada três portugueses vivem vidas sedentárias

    País

    Com menos de hora e meia de exercício semanal, mais de dois terços dos portugueses vivem vidas sedentárias. E a maioria desvaloriza a importância da atividade física, segundo um inquérito divulgado esta quinta-feira pela Fundação Portuguesa de Cardiologia.

  • Depois de dar a volta (de bicicleta de Lisboa a Setúbal)

    País

    Missão cumprida. A SIC foi dar uma volta de bicicleta, acompanhando a primeira etapa de uma iniciativa que pretende impulsionar o uso dos velocípedes no país. Ao longo desta quarta-feira, publicámos vários vídeos em direto na página de Facebook da SIC Notícias, que aqui reunimos, em jeito de balanço.

    Ricardo Rosa

  • Os filhos do divórcio
    20:50
  • Carro que atropelou adepto encontrado na casa de um amigo do suspeito
    2:18

    Desporto

    O carro que terá atropelado o adepto italiano que morreu junto ao Estádio da Luz foi encontrado esta terça-feira, numa garagem na Amadora, na casa de um amigo do suspeito. Trata-se de um homem na casa dos 30 anos que pertence à claque No Name boys e é agora procurado pela Polícia Judiciária.

  • "Esta moda bizarra de não vacinar crianças tem tido estas consequências"
    1:43

    Surto de sarampo

    Há mais um caso de sarampo registado pela Direção-Geral da Saúde, no total já são 25. Francisco George garantiu que a situação não é preocupante para as crianças em idade escolar e recomendou uma discussão parlamentar sobre a vacinação. Mais de 11 mil pessoas já assinaram uma petição pública a defender a vacinação obrigatória. 

  • Web Summit inaugura primeiro escritório fora da Irlanda em Lisboa
    1:58

    Web Summit

    A Web Summit inaugurou em Lisboa o primeiro escritório fora da Irlanda, que vai dar emprego a 20 pessoas, algumas portuguesas. O próximo objectivo é alargar eventos a outros pontos do país. A conferência internacional regressa a Lisboa entre 6 e 9 de novembro e a organização espera ter 60 mil participantes.