sicnot

Perfil

Desporto

Federação não quer os dragões na final da Taça de Portugal, diz FC Porto

O FC Porto lançou hoje duras críticas a Nuno Almeida, árbitro do jogo de quarta-feira com o Boavista, e acusou a Federação Portuguesa de Futebol de não querer os portistas na final da Taça de Portugal.

JOS\303\211 COELHO


Depois de ter goleado os 'axadrezados' por 5-0, para a I Liga, o FC Porto regressou ao Bessa na quarta-feira e venceu novamente o 'vizinho', por 1-0, agora para os quartos de final da Taça, num jogo que motivou, mesmo assim, grande descontentamento dos 'dragões'.

"Pelo que se viu no Bessa, a federação não quer o FC Porto no Jamor, mas pode ser que agora as coisas mudem, afinal somos o clube mais a sul na competição, o que talvez nos faça ser merecedores de outras mordomias", ironizou o clube na sua newsletter diária.

Nas meias-finais, disputadas a duas mãos, o FC Porto defronta o Gil Vicente, o único 'sobrevivente' da II Liga, enquanto o Sporting de Braga, finalista no ano passado, joga com o Rio Ave.

"Para o dérbi do Porto, a riquíssima federação, sem olhar a despesas, designou um árbitro do extremo sul [Associação de Futebol do Algarve], porque Timor já não é nosso. E o que fez o sr. Nuno Almeida? Simples, um rigor exemplar com os jogadores do FC Porto e uma complacência de bradar aos céus com os jogadores do Boavista", criticou o clube.

No jogo de quarta-feira, que o FC Porto ganhou com um golo de Brahimi, aos 24 minutos, os visitantes jogaram reduzidos a 10 unidades desde os 68 minutos, quando Imbula foi expulso.

Praticamente no último lance do jogo, Nuno Almeida assinalou uma grande penalidade a favor do Boavista. Na conversão do 'castigo', Douglas Abner permitiu a defesa do guarda-redes Helton.

Lusa

  • "Nobel é um incentivo para toda uma nação"
    1:19