sicnot

Perfil

Desporto

Guus Hiddink admite possibilidade de o Chelsea descer de divisão

O treinador interino do Chelsea, o holandês Guus Hiddink, admitiu hoje que a descida de divisão da equipa londrina, atual detentora do título, ao 'Championship', segundo escalão do futebol inglês, "é uma possibilidade".

© Reuters Staff / Reuters

"É uma realidade que está aí. Temos dois jogos muito complicados e se não conseguirmos pontos não sabemos o que sucederá nos seguintes. Na 'Premier League' podes ser surpreendido no fim", afirmou Hiddink, na conferência de imprensa de antevisão da receção ao Everton, no sábado, em jogo da 22.ª jornada.

O técnico holandês, que rendeu José Mourinho em dezembro, alertou para o facto de o Chelsea estar apenas seis pontos acima dos lugares de descida, ocupados por Sunderland, Newcastle e Aston Villa, facto que alega para justificar o seu realismo.

"Há 12 pontos de diferença para o quarto classificado, o Tottenham. Gostaríamos de estar a discutir os lugares cimeiros da tabela classificativa, mas há que ser realista, pois estamos seis pontos acima da zona de despromoção", sustentou Hiddink, que prometeu "trabalhar no duro e manter a concentração" para a equipa somar pontos.

Desde a chegada do técnico holandês, o Chelsea, que estava um ponto acima da 'linha de água' quando José Mourinho foi destituído, realizou cinco partidas consecutivas sem perder, registando três empates (Watford, Manchester United e West Bromwich) e duas vitórias (Crystal Palace e Scunthorpe, este para a Taça).

Lusa

  • Novas regras para os pagamentos em dinheiro vivo

    Economia

    Os pagamentos em dinheiro acima de 3.000 euros são proibidos a partir de quarta-feira, mas aos não residentes são permitidos pagamentos até 10 mil euros, ou o equivalente em moeda estrangeira, segundo um diploma hoje publicado.

  • Brasileiros procuram Portugal
    3:59

    País

    Viver em Portugal é hoje em dia um grande sonho da classe média brasileira. De acordo com o Ministério dos Negócios Estrangeiros, só em 2016, o número de vistos de residência aumentarem em mais de 30%. A língua, a segurança e a qualidade de vida são as razões apontadas para a mudança. Todos os dias, no consulado português no Rio de Janeiro, para a obtenção de vistos.