sicnot

Perfil

Desporto

Guus Hiddink admite possibilidade de o Chelsea descer de divisão

O treinador interino do Chelsea, o holandês Guus Hiddink, admitiu hoje que a descida de divisão da equipa londrina, atual detentora do título, ao 'Championship', segundo escalão do futebol inglês, "é uma possibilidade".

© Reuters Staff / Reuters

"É uma realidade que está aí. Temos dois jogos muito complicados e se não conseguirmos pontos não sabemos o que sucederá nos seguintes. Na 'Premier League' podes ser surpreendido no fim", afirmou Hiddink, na conferência de imprensa de antevisão da receção ao Everton, no sábado, em jogo da 22.ª jornada.

O técnico holandês, que rendeu José Mourinho em dezembro, alertou para o facto de o Chelsea estar apenas seis pontos acima dos lugares de descida, ocupados por Sunderland, Newcastle e Aston Villa, facto que alega para justificar o seu realismo.

"Há 12 pontos de diferença para o quarto classificado, o Tottenham. Gostaríamos de estar a discutir os lugares cimeiros da tabela classificativa, mas há que ser realista, pois estamos seis pontos acima da zona de despromoção", sustentou Hiddink, que prometeu "trabalhar no duro e manter a concentração" para a equipa somar pontos.

Desde a chegada do técnico holandês, o Chelsea, que estava um ponto acima da 'linha de água' quando José Mourinho foi destituído, realizou cinco partidas consecutivas sem perder, registando três empates (Watford, Manchester United e West Bromwich) e duas vitórias (Crystal Palace e Scunthorpe, este para a Taça).

Lusa

  • Escritor e filólogo Frederico Lourenço distinguido com o Prémio Pessoa 2016

    Cultura

    O escritor, tradutor, professor universitário Frederico Lourenço foi distinguido com o Prémio Pessoa 2016. O anúncio foi feito hoje pelo presidente do júri, Francisco Pinto Balsemão, no Palácio de Seteais, em Sintra, sublinhando que a atividade de Frederico Lourenço tem como "traço singular" ter oferecido "à língua portuguesa as grandes obras de literatura clássica".

  • Governo garante que Portugal não desperdiçou nenhum fundo de ajuda alimentar
    1:18

    País

    O ministro da Solidariedade e Segurança Social garante que Portugal não desperdiçou nenhum fundo europeu de ajuda alimentar. Vieira da Silva respondeu, esta manhã, à notícia avançada pelo Jornal de Notícias que dava conta de que, este ano, o país teria desperdiçado 28 milhões de euros de um fundo europeu porque o programa ainda não está operacional. O ministro garante que o programa vai ser executado em 2017 e que este ano serviu para tomar medidas no sentido dessa implementação. Vieira da Silva assegura também que o montante disponível para o programa não foi desperdiçado e vai poder ser usado.

  • Sporting de Braga eliminado da Liga Europa
    2:01
  • Explosão no Cairo faz seis mortos

    Mundo

    Seis pessoas morreram hoje numa explosão junto a um posto de controlo da polícia no Cairo, indicaram os meios de comunicação social e responsáveis egípcios.