sicnot

Perfil

Desporto

Mayne-Nicholls recorre da suspensão de sete anos imposta pela FIFA

O chileno Harold Mayne-Nicholls, presidente da comissão que avaliou as candidaturas à organização dos Mundiais de futebol de 2018 e 2022, vai recorrer da suspensão por sete anos, por violar várias normas do Código de Ética da FIFA.

© Jose Manuel Ribeiro / Reuters

O ex-presidente da Federação Chilena de Futebol denunciou a "falta de proporcionalidade das sanções", "paranoia e ausência de liderança da FIFA", depois de ter tomado conhecimento dos fundamentos da suspensão imposta em julho de 2015 pelo Comité de Ética do organismo regulador do futebol mundial.

"O que se passa na FIFA é estranhíssimo. Difícil de entender. Todas as portas estavam fechadas. Nunca tinha visto uma coisa assim. É paranoia. E demonstra que ninguém está a exercer a liderança", assinalou Mayne-Nicholls, que esperou 192 dias para conhecer os motivos da suspensão, em entrevista à EFE.

Na qualidade de presidente da comissão que avaliou as candidaturas à organização das próximas duas edições do Campeonato do Mundo, o dirigente chileno foi o autor do documento que deu pior nota ao Qatar, que acabou por ser o país escolhido para acolher o torneio em 2022.

A Rússia ganhou a corrida à organização do Mundial de 2018 numa segunda votação, depois de a Inglaterra ter sido eliminada na primeira, com um total de 13 votos, contra sete da candidatura ibérica (Portugal e Espanha) e dois do projeto conjunto entre a Holanda e a Bélgica.

O Qatar foi escolhido para ser o anfitrião Mundial de 2022, após quatro votações. Depois das sucessivas eliminações da Austrália, Japão e Coreia do Sul, o Qatar venceu, finalmente, a candidatura dos Estados Unidos, por 14 votos contra oito.

Lusa

  • Sismo de magnitude 4,0 provoca um morto em Nápoles

    Mundo

    Um sismo de magnitude 4,0 na escala de Richter atingiu esta segunda-feira a ilha de Ísquia no golfo de Nápoles, no mar Tirreno, no sul de Itália. De acordo com o jornal La Stampa uma mulher terá morrido e dois feridos estarão em perigo de vida.

  • A easyJet não está a oferecer bilhetes no Facebook. Cuidado, é uma burla

    País

    Se esteve no Facebook nos últimos dias, provavelmente reparou na oferta de dois bilhetes para uma viagem da easyJet, a propósito do 22.º aniversário da companhia aérea britânica. Uma viagem para dois tinha tudo para correr bem, não fosse um esquema de burla, criado para obter os dados pessoais dos utilizadores que partilham a publicação na rede social.

  • Brasileiros procuram Portugal
    3:59

    País

    Viver em Portugal é hoje em dia um grande sonho da classe média brasileira. De acordo com o Ministério dos Negócios Estrangeiros, só em 2016, o número de vistos de residência aumentarem em mais de 30%. A língua, a segurança e a qualidade de vida são as razões apontadas para a mudança. Todos os dias, no consulado português no Rio de Janeiro, para a obtenção de vistos.

  • Big Ben em silêncio durante quatro anos
    2:15

    Mundo

    Esta segunda-feira ficou marcada pelas últimas badaladas dos famosos sinos do Big Ben, em Londres, no Reino Unido. A torre, na qual está instalada o relógio mais famoso do mundo, vai entrar em obras e os sinos só vão voltar a tocar em 2021.

  • Garrafa lançada ao mar em Rhodes recebe resposta de Gaza
    1:43

    Mundo

    A história parece de filme, mas aconteceu numa praia de Gaza. Um casal britânico lançou uma garrafa com uma mensagem ao mar, em julho, na ilha grega de Rhodes. A garrafa foi encontrada por um pescador numa praia de Gaza, que aproveitou para enviar a resposta, na qual falou sobre as restrições impostas por Israel.