sicnot

Perfil

Desporto

16 tenistas de topo envolvidos em jogos combinados, revela BBC

A BBC revelou hoje que 16 tenistas que integraram o 'top 50' mundial na última década, incluindo vencedores de torneios do 'Grand Slam', estiveram envolvidos em jogos com resultados combinados.

A Federação de Ténis da Bélgica e a Federação Internacional de Ténis anunciou a proibição de entrada com no recinto com mochilas ou sacos. (Arquivo)

A Federação de Ténis da Bélgica e a Federação Internacional de Ténis anunciou a proibição de entrada com no recinto com mochilas ou sacos. (Arquivo)

© Reuters Staff / Reuters

"Na última década, 16 jogadores classificados nos 50 primeiros foram repetidamente assinalados pela Unidade de Integridade do Ténis (TIU) devido a suspeitas de que estariam a combinar resultados de jogos. Todos os tenistas, incluindo vencedores de 'Grand Slams', foram autorizados a continuar a competir", alega a investigação conjunta da BBC e do sítio na Internet BuzzFeed News.

A cadeia de televisão britânica sustenta as alegações com o acesso a ficheiros secretos, nos quais se inclui uma investigação iniciada pela ATP, em 2007.

"Num relatório confidencial para as autoridades tenísticas, em 2008, a equipa de investigação defendeu que 28 atletas deveriam ser investigados, mas as indicações nunca foram seguidas", afiançou a BBC, indicando que três dos encontros combinados ocorreram no torneio de Wimbledon.

A ATP introduziu um novo código anticorrupção em 2009 e, depois de procurar aconselhamento legal, foi informada de que violações anteriores não poderiam originar processos. No entanto, os documentos a que a estação britânica teve acesso demonstram que a TIU recebeu sucessivos alertas nos anos subsequentes sobre um terço dos jogadores já referenciados, sem que fossem tomadas quaisquer medidas.

A reportagem alega ainda que oito dos 16 tenistas sinalizados vão disputar o Open da Austrália, o primeiro 'major' da temporada, que arranca esta madrugada.

Lusa

  • Atividade económica regista crescimento

    Economia

    A atividade económica portuguesa está a crescer ao maior ritmo dos últimos 17 anos. O crescimento registado em setembro é o mais elevado desde janeiro de 2000. Já o consumo privado registou uma diminuição face a agosto.

    SIC