sicnot

Perfil

Desporto

Vitória de Setúbal procura sétimo lugar na visita ao Boavista

Vitória de Setúbal e Boavista defrontam-se hoje, no Porto, no derradeiro jogo da 18.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, que pode permitir aos setubalenses a subida ao sétimo lugar da classificação.

Em comunicado, o grupo de credores, constituído por antigos jogadores, treinadores e funcionários do clube sadino ameaça pedir a insolvência da SAD do Vitória de Setúbal se não receber até sexta-feira a primeira prestação do PER (Processo Especial de Revitalização), que, alegadamente, lhes é devida desde o passado dia 9 de março. (Arquivo)

Em comunicado, o grupo de credores, constituído por antigos jogadores, treinadores e funcionários do clube sadino ameaça pedir a insolvência da SAD do Vitória de Setúbal se não receber até sexta-feira a primeira prestação do PER (Processo Especial de Revitalização), que, alegadamente, lhes é devida desde o passado dia 9 de março. (Arquivo)

© Rafael Marchante / Reuters

A formação comandada por Quim Machado, nona colocada com 22 pontos, vai tentar capitalizar os desaires caseiros de Rio Ave e Arouca, nas receções a Belenenses e Moreirense, ambos por 2-1, e igualar os vila-condenses.

Por sua vez, o 'aflito' Boavista, 17.º e penúltimo classificado com 10 pontos, procura aproximar-se dos lugares a salvo da despromoção, ocupados por Nacional e Académica, ambos com 17 pontos.

A primeira ronda da segunda volta ficou marcada pelo empate caseiro do líder Sporting frente ao Tondela (2-2), que permitiu a aproximação do Benfica, após a vitória do bicampeão no terreno do Estoril-Praia (2-1), e pela derrota do FC Porto na visita ao Vitória de Guimarães (1-0).

  • Obras no Miradouro de São de Pedro de Alcântara não foram a concurso
    2:50

    País

    As obras no Miradouro de São Pedro de Alcântara, em Lisboa, arrancaram esta segunda-feira. A intervenção foi adjudicada à construtora Teixeira Duarte sem concurso público. A autarquia justifica esta decisão com o caráter urgente da obra, argumento que não consta do relatório do Laboratório Nacional de Engenheria Civil, a que a SIC teve acesso.

  • Rajadas de vento em Moscovo atingem os 110 km/hora
    0:57

    Mundo

    A passagem de uma tempestade por Moscovo fez pelo menos 11 mortos e mais de 50 feridos. Os ventos fortes, que chegaram aos 110 km/hora, destruíram carros e telhados e provocaram atrasos nos transportes. Na região de Stavropol, mais de 60 mil pessoas foram retiradas de casa por perigo de cheias.