sicnot

Perfil

Desporto

André Villas-Boas considera "incrível" despedimento de Mourinho do Chelsea

O treinador André Villas-Boas classificou esta terça-feira de "incrível" o despedimento de José Mourinho pelo Chelsea, culpabilizando o dono do clube, Roman Abramovich, pela sistematização desta atitude de se livrar os técnicos.

"É incrível [a destituição de Mourinho]. Fez isso a todos os treinadores. Nem com ele foi diferente. Até aconteceu ao melhor. O mesmo critério que [Abramovich] aplicou comigo, também serviu para Rafa Benítez, [Carlo] Ancelotti e com outros treinadores", lamentou o atual técnico do Zenit S. Petersburgo. (Arquivo)

"É incrível [a destituição de Mourinho]. Fez isso a todos os treinadores. Nem com ele foi diferente. Até aconteceu ao melhor. O mesmo critério que [Abramovich] aplicou comigo, também serviu para Rafa Benítez, [Carlo] Ancelotti e com outros treinadores", lamentou o atual técnico do Zenit S. Petersburgo. (Arquivo)

© Dylan Martinez / Reuters

"É incrível [a destituição de Mourinho]. Fez isso a todos os treinadores. Nem com ele foi diferente. Até aconteceu ao melhor. O mesmo critério que [Abramovich] aplicou comigo, também serviu para Rafa Benítez, [Carlo] Ancelotti e com outros treinadores", lamentou o atual técnico do Zenit S. Petersburgo, em declarações à televisão BeIN Sports.

O técnico de 38 anos não entende a opção por despedir "o seu treinador mais querido e bem-sucedido".

"No fim, não vimos nada de diferente do que aconteceu antes. Abramovic mandou embora praticamente todos os treinadores que teve".

Villas-Boas, que durante varias épocas foi adjunto de José Mourinho, até ter encetado carreira a 'solo', saiu do Chelsea a 04 de fevereiro de 2012, apenas nove meses depois de se ter transferido do FC Porto.

A 17 de dezembro, depois de ver o Chelsea perder nove dos primeiros 16 desafios do campeonato, Mourinho saiu "por mutuo acordo" com os londrinos.

Depois de ter dirigido os 'blues' em duas passagens por Londres, José Mourinho tornou-se no treinador mais laureado da história do clube, com três títulos de campeão, uma Taça de Inglaterra e três Taças da Liga, além de uma Supertaça.

Lusa

  • Principais factos da acusação no caso BPN dados como provados

    País

    O coletivo de juízes responsável pelo julgamento do processo principal do caso BPN interrompeu perto das 13:00 a leitura do acórdão iniciada pelas 10:30, marcando o reinício da sessão para as 14:15. Os principais factos da acusação são dados como provados, mas a leitura deverá demorar algumas horas.

  • Papa pede a Trump para ser pacificador
    1:12
  • Supremo confirma condenação de Messi por fraude fiscal

    Desporto

    O Supremo Tribunal de Justiça espanhol confirma a condenação de Lionel Messi por fraude fiscal. A notícia foi avançada pelo El País. O jogador do Barcelona foi condenado a 21 meses de prisão por três crimes fiscais que lesaram o Estado em 4,1 milhões de euros.

  • Autódromo do Estoril está ilegal há 45 anos

    Desporto

    De acordo com o Público este equipamento desportivo, inaugurado na década de 70, não tem licença de construção nem de utilização. Uma notícia que apanhou de surpresa o executivo camarário de Cascais, liderado por Carlos Carreiras.

  • Seca na Bacia do Sado exige restrições ao uso da água no Alentejo

    País

    A Agência Portuguesa do Ambiente aprovou hoje um conjunto de medidas para gestão dos recursos hídricos, definindo medidas específicas para a bacia hidrográfica do Sado, a única que se encontra em situação de seca. Além da diminuição de regas em hortas e jardins, a APA recomenda o encerramento das fontes decorativas, a proibição de encher piscinas e de lavagem de automóveis.