sicnot

Perfil

Desporto

Bruno de Carvalho suspenso preventivamente por 20 dias

O presidente do Sporting Bruno de Carvalho foi esta terça-feira suspenso preventivamente por 20 dias pelo Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol.

O presidente do Sporting incorre agora num processo disciplinar ao abrigo do artigo do regulamento disciplinar que diz respeito à Lesão da Honra e reputação dos agentes desportivos. (Arquivo)

O presidente do Sporting incorre agora num processo disciplinar ao abrigo do artigo do regulamento disciplinar que diz respeito à Lesão da Honra e reputação dos agentes desportivos. (Arquivo)

Lusa

A decisão teve por base o relatório do árbitro Luís Ferreira, do Sporting-Tondela de sexta-feira passada.

O presidente do Sporting incorre agora num processo disciplinar ao abrigo do artigo do regulamento disciplinar que diz respeito à Lesão da Honra e reputação dos agentes desportivos.

Bruno de Carvalho incorre numa punição que vai de dois meses a dois anos de suspensão, por ser reincidente neste tipo de infração.

Recorde-se que o presidente leonino foi expulso do jogo da 18ª jornada por protestos. A imprensa relata que o árbitro escreveu no relatório do jogo que Bruno de Carvalho disse: "Vocês são todos uns corruptos".

  • BE acusa direita de bloquear atual comissão à CGD
    1:37

    Caso CGD

    O Bloco de Esquerda acusa a oposição de estar a fazer tudo para impedir as conclusões da comissão de inquérito sobre a Caixa Geral de Depósitos que está em curso. Numa altura em que PSD e CDS já entregaram o requerimento para avançar com uma segunda comissão, Catarina Martins defende que ainda há muita coisa por apurar sobre o processo de recapitalização do banco público.

  • Visita de Costa a Angola pode estar em risco
    2:26

    País

    A visita de António Costa a Luanda poderá estar em risco devido à acusação da justiça portuguesa contra o vice-Presidente de Angola. O jornal Expresso avança que o comunicado com a reação dura do Governo angolano é apenas o primeiro passo e que pode até estar a ser preparado um conjunto de medidas contra Portugal. Para já, o primeiro-ministro português desvaloriza a ameaça e mantém a visita marcada para a primavera.