sicnot

Perfil

Desporto

Suk estreia-se nos convocados do FC Porto para jogo em Famalicão

O sul-coreano Suk estreou-se esta terça-feira nos convocados do FC Porto para a visita de quarta-feira ao Famalicão, da II Liga, em jogo da segunda jornada do Grupo A da Taça da Liga de futebol.

FC Porto

Além do avançado contratado ao Vitória de Setúbal, o treinador Rui Barros chamou ainda quatro jogadores da equipa B - Víctor García, Ismael Díaz, Francisco Ramos e Omar Govea --, regressando também às escolhas Raúl Gudiño, Lichnovsky e Imbula.

De fora em relação à derrota com o Vitória de Guimarães (1-0) ficaram Casillas, Maxi Pereira, Marcano, Herrera, André André, Danilo Pereira, Brahimi e Aboubakar (castigado), todos titulares no jogo da 18.ª jornada da I Liga

O FC Porto, que procura a primeira vitória na Taça da Liga, depois da derrota com o Marítimo, na primeira jornada do Grupo A, recebe na quarta-feira o Famalicão, num encontro que terá arbitragem de Luís Ferreira, da associação de Braga.

Lista de 18 convocados:

- Guarda-redes: Helton e Raúl Gudiño.

- Defesas: Martins Indi, Maicon, José Ángel, Miguel Layún, Lichnovsky e Víctor García.

- Médios: Rúben Neves, Sérgio Oliveira, Imbula, Francisco Ramos e Omar Govea.

- Avançados: Varela, Corona, André Silva, Suk e Ismael Díaz.

Lusa

  • DIRETO: Portuguesa entre os 14 mortos dos atentados na Catalunha

    Ataque em Barcelona

    Uma das 13 vítimas mortais do atentado de ontem em Barcelona é de Lisboa e há uma outra portuguesa, a sua neta, desaparecida. Esta madrugada em Cambrils, cinco suspeitos foram abatidos e outra pessoa acabou por morrer, num segundo ataque. Há quatro detenções confirmadas. Siga aqui as últimas informações, ao minuto.

    Em atualização

  • Autoridades acreditam que suspeito do ataque nas Ramblas pertence a célula terrorista
    1:36
  • O momento em que os suspeitos foram abatidos em Cambrils
    2:35
  • Nível de ameaça terrorista em Portugal continua moderado
    1:31

    Ataque em Barcelona

    O primeiro-ministro garantiu hoje que, para já, o nível de ameaça terrorista em Portugal não vai ser alterado (o nível está no 4 em 5). Já o Presidente da República disse que não há tolerância possível e garante que há medidas preparadas caso o mesmo cenário venha a acontecer em Portugal.

  • Vento e calor provocam reacendimentos em Mação
    1:55