sicnot

Perfil

Desporto

Tenista João Sousa passa à segunda ronda do Open da Austrália

O tenista português João Sousa, 33.º do 'ranking' mundial e 32.º cabeça de série, venceu hoje o cazaque Mikhail Kukushkin, no primeiro encontro do 'court' 15 do Open da Austrália por 6-3, 6-4 e 6-3.

© Thomas Peter / Reuters

Esta foi a terceira vez que o tenista português se cruzou com Kukushkin, 94.º do 'ranking' mundial, adversário que venceu em 2011, no 'challenger' de Segóvia, em Espanha.

Em 2014, na ronda inaugural do Masters de Roma, o jogador cazaque venceu.

Ao qualificar-se para a segunda ronda, João Sousa vai defrontar o vencedor do jogo que às 03:30 (hora de Lisboa) estava a ser disputado pelo colombiano Santiago Giraldo e pelo norte-americano Donald Young.

Lusa

  • Casa de campeões
    15:06

    Reportagem Especial

    O ano de 2015 confirmou o talento de três jovens desportistas portugueses. Miguel Oliveira nas motas, Ricardo Melo Gouveia no golfe e João Sousa no ténis, fizeram história ao atingirem níveis nunca antes conseguidos por atletas nacionais. A ascensão destes jovens deveu-se sobretudo ao investimento dos pais quando eram crianças.

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Recuo na saúde é primeira derrota de peso para Donald Trump
    1:18

    Mundo

    O Presidente norte-americano sofreu esta sexta-feira uma derrota de peso. O líder da Câmara dos Representantes retirou a proposta do plano de saúde de Trump, que se preparava para um chumbo na câmara baixa do Congresso. Para já, mantém-se o Obamacare.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.