sicnot

Perfil

Desporto

Apoiantes de Pinto da Costa desafiam Baía a candidatar-se ao FC Porto

A comissão de apoio à recandidatura de Jorge Nuno Pinto da Costa à presidência do FC Porto desafiou hoje Vítor Baía a candidatar-se à liderança do clube, lamentando as críticas públicas deste à estrutura dos dragões.

(Arquivo)

(Arquivo)

REUTERS

"Vítor Baía deveria era candidatar-se já nas próximas eleições à presidência do FC Porto, concorrer no próximo ato eleitoral que decorrerá nos próximos meses, porque um verdadeiro portista é aquele que aparece nas horas em que o FC Porto precisa, não quando calendários e interesses estratégicos ou eleitorais pessoais o consentem", defende.

Em comunicado enviado à agência Lusa, a comissão, liderada por Fernando Cerqueira, repudiou as declarações do antigo guarda-redes a um canal de televisão, nomeadamente quando se refere à alegada incapacidade do presidente Pinto da Costa de dirigir o clube como antigamente e referir que "varria com aquela gente toda" caso fosse presidente, referindo-se à estrutura atual dos azuis e brancos.

A comissão lastima as várias criticas feitas e sugere a Vítor Baía que "explique e prove os factos no local próprio, a assembleia geral do clube, onde nunca esteve presente" dando, em seu entender, aos dirigentes "a oportunidade do contraditório e permitindo o cabal esclarecimento das situações e a tomada de consciência e conhecimento por parte dos sócios daquilo que ali fosse apresentado".

"Como nunca apareceu, sugere-se até a possibilidade de ou não ser sócio ou não ter as quotas em dia", ironiza, recordando que foi com a atual estrutura que o FC Porto conquistou os títulos internacionais nos quais o próprio Vítor Baía participou.

O grupo de sócios, que sublinha o facto de nenhum dos seus elementos algum dia ter estado ligado a qualquer estrutura do FC Porto, lamenta que a "vaidade pessoal e ansia de protagonismo" leve a que se "secundarize os superiores interesses" do clube, nomeadamente "a conquista de títulos".

Lusa

  • Escola de Vagos castiga alunos por protesto contra a homofobia e preconceito

    País

    Os alunos da Escola Secundária de Vagos, no distrito de Aveiro, organizaram um protesto contra o que consideram homofobia e preconceito. Segunda-feira, depois de duas alunas se terem beijado foram chamadas à direção da escola, que as terá informado que não podiam beijar-se em público. O protesto foi gravado e partilhado nas redes sociais. Em declarações à SIC Notícias, um dos alunos disse que todos os envolvidos no protesto vão ser alvos de um processo disciplinar. O Bloco de Esquerda já pediu esclarecimentos ao Ministério da Educação.

    EXCLUSIVO ONLINE

    Rita Pedras

  • Greve na Função Pública vai afetar escolas, saúde e cultura

    País

    A greve nacional convocada para sexta-feira pela Federação Nacional dos Sindicatos da Função Pública (FNSTFPS) deverá afetar as escolas, a área da saúde e ainda da cultura, entre outros serviços, afirmou esta quarta-feira a dirigente sindical, Ana Avoila.

  • Marcelo comenta comparação de Centeno a Ronaldo

    País

    O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, comentou esta quarta-feira a comparação que o ministro das Finanças alemão terá feito entre Mário Centeno e Ronaldo, considerando que "quem quer que disse isso, por uma vez não pensou mal".