sicnot

Perfil

Desporto

Gianni Infantino agradeceu apoio da Federação Portuguesa de Futebol no twitter

Gianni Infantino agradeceu na rede social twitter o apoio da Federação Portuguesa de Futebol na corrida à presidência da FIFA. O italiano, antigo braço direito de Michel Platini na UEFA, é um dos cinco candidatos à presidência do organismo que gere o futebol mundlial.

Christophe Ena

Além da FPF, Gianni Infantino também já recebeu o apoio da Federação Alemã de Futebol, que lhe reconhece idoneidade para assumir a FIFA.

Na corrida à presidência da FIFA estão ainda Salman bin Ebrahim al Khalifa, do Bahrain, o francês Jérôme Champagne, o jordano Ali Bin Al Hussein e o sul-africano Tokyo Sexwale. As eleições estão marcadas para o próximo dia 26 de fevereiro.

  • Cessar-fogo de 30 dias na Síria
    2:07

    Mundo

    O Conselho de Segurança das Nações Unidas chegou este sábado a acordo sobre o cessar-fogo na Síria, depois de três dias de intensas negociações para evitar o veto da Rússia. As tréguas vão durar 30 dias e permitir a entrada de ajuda humanitária em Ghouta Oriental, a região mais atingida pela guerra na Síria, nesta altura. Em apenas sete dias, os bombardeamentos do regime fizeram mais de 500 mortos.

  • Portugueses e espanhóis protestam em Salamanca contra mina de urânio
    0:38

    País

    O Bloco de esquerda desafia o Governo português a exigir às autoridades espanholas uma avaliação do impacto ambiental da mina de urânio a 40 quilómetros da fronteira portuguesa. Este caso está gerar contestação entre os ambientalistas. Várias associações portuguesas participaram este sábado numa manifestação em Salamanca. A Quercus diz-se preocupada com o impacto da mina de urânio no território português.

  • PS e PSD querem acordo sobre fundos e descentralização até ao verão
    3:07
  • Assalto a Tancos e roubo de armas da PSP podem estar relacionados
    1:24

    País

    O assalto a Tancos e o roubo de três armas da PSP, recuperadas na semana passada, podem estar relacionados. O semanário Expresso avança hoje que há suspeitos de terem participado nos dois assaltos e o grupo, ou parte dele, atua principalmente do Algarve, com possíveis ligações a outras organizações espalhadas pelo país ou até transacionais.

  • As gravações que provam que as autoridades conheciam o perfil violento de Nikolas Cruz
    1:35