sicnot

Perfil

Desporto

Bolt pondera adiar reforma para depois dos Jogos Olímpicos de Tóquio

Usain Bolt está a ponderar adiar a sua reforma, prevista para 2017, para participar nos Jogos Olímpicos de Tóquio, assumiu esta segunda-feira o atleta jamaicano, seis vezes campeão olímpico.

Bolt confessou que não quer sentir-se a regredir enquanto todos os outros progridem. (Arquivo)

Bolt confessou que não quer sentir-se a regredir enquanto todos os outros progridem. (Arquivo)

Andy Wong / AP

"Veremos o que acontece, porque o meu treinador disse-me que consigo participar nos Jogos de 2020 e eu acredito nele. Não digo que vá fazê-lo, mas o meu treinador [Glen Mills] aconselhou-me a parar de falar de reforma", revelou o campeão olímpico dos 100, 200 e 4x100 metros, em Pequim2008 e Londres2012, ao canal Television Jamaica.

Há vários anos que Bolt, de 29 anos, garante que no Rio2016 fará a sua última presença olímpica e que os Campeonatos do Mundo de atletismo de Londres (2017) serão a sua última grande competição internacional.

No entanto, a estrela jamaicana admite que a preparação para outros Jogos Olímpicos o preocupa.

"Quanto mais velhos somos, mais o treino se torna duro. Correr aos 32, 33, 34 anos vai exigir muito trabalho. Penso que posso fazê-lo e vou tentar, mas o mais importante para mim é abandonar o atletismo no topo", assumiu o recordista mundial dos 100 e dos 200 metros.

'Lightning Bolt', que tem 11 títulos mundiais no seu palmares, deu os exemplos de Michael Johnson, quádruplo campeão olímpico, e de Michael Jordan, lenda da NBA.

"Uma vez perguntei ao Michael Johnson o porquê de ter abandonado o atletismo depois do seu segundo título olímpico [nos 400 metros, em Sydney2000, quatro anos depois do conquistado em Atlanta]. Ele respondeu: 'Alcancei tudo o que havia para alcançar na minha modalidade, para quê continuar?", contou, lembrando que Jordan deixou o basquetebol no ano em que somou o seu sexto título na Liga norte-americana de basquetebol.

Bolt confessou que não quer sentir-se a regredir enquanto todos os outros progridem.

Lusa

  • Japão ganha nova esperança ao derrotar a Colômbia (2-1)

    Mundial 2018 / Colômbia

    No primeiro jogo do grupo H, a Colômbia foi derrotada pelo Japão. Um dos momentos altos do jogo aconteceu logo ao minuto 4 quando, na sequência de uma falta de Carlos Sanchez, o árbitro assinalou um penálti a favor da equipa japonesa. O colombiano levou um cartão vermelho, depois de ter intercetado um remate do Japão com a mão. Apesar da desvantagem numérica, a Colômbia iguala o marcador aos 39 minutos com um livre de Quintero. Contudo, Yuya Osako colocou o Japão novamente em vantagem aos 73 min.

  • Hospitais públicos à beira da rutura
    2:28
  • Baleia morta ao largo da Fonte da Telha, autoridades lançam alerta à navegação
    2:19

    País

    As autoridades maritimas lançaram um alerta à navegação ao largo da praia da Fonte da Telha, na Costa da Caparica, devido à presença de uma baleia morta. O animal de 15 metros está na zona da praia da Fonte da Telha e ao início da tarde estava a ser acompanhada por uma lancha da Marinha, como relatou o repórter da SIC, André Palma.

  • Repitam comigo: Portugal vai ser campeão do Mundo
    4:56
  • OMS inclui dependência dos videojogos na lista de doenças mentais

    Mundo

    A Organização Mundial de Saúde (OMS) incluiu a dependência de videojogos na lista de doenças mentais, uma possibilidade que tinha sido prevista no início do ano e que foi anunciada esta segunda-feira. Este pode ser mais um argumento para os pais limitarem o tempo de acesso dos filhos às consolas, computadores e todos os dispositivos com videojogos.

  • "Estou a ser posta porta fora (...) faço o que vocês me disserem"
    2:43
  • EUA sonham com "exploração e descoberta" do espaço
    0:39

    Mundo

    Donald Trump confirmou a intenção de criar um sexto ramo das Forças Armadas. Trata-se de uma força espacial independente da Força Aérea e especializada no domínio do espaço sideral. O presidente norte-americano deu ordens ao Pentágono para preparar o domínio do cosmos o mais rápido possível. O anúncio foi feito na Casa Branca, mas só poderá avançar depois da aprovação do Congresso dos EUA.

  • Rapper XXXTentacion morto em aparente tentativa de roubo

    Cultura

    O rapper norte-americano XXXTentacion, de 20 anos, morreu na noite de segunda-feira depois de ter sido baleado, na Florida, no sudeste dos Estados Unidos. Um dos suspeitos terá disparado e atingido o rapper e, de seguida, dois suspeitos fugiram numa viatura escura. A polícia está a considerar tentativa de roubo.