sicnot

Perfil

Desporto

Dez clubes da II Liga integrarão um jogador chinês no plantel, diz novo patrocinador

Os dez melhores clubes da II liga portuguesa de futebol passarão a receber todos os anos um jogador chinês, anunciou, em Pequim, Martin Lee, presidente da Ledman, a multinacional chinesa que patrocinará a competição.

Pedro Proença, presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional. (Arquivo)

Pedro Proença, presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional. (Arquivo)

Fernando Veludo / Lusa

O acordo, que entra em vigor na próxima época, prevê ainda "uma taxa de utilização dos jogadores", assegurou Lee perante mais de 150 jornalistas chineses, sem avançar um valor específico.

"Iremos escolher os melhores atletas chineses para participar neste intercâmbio e formaremos uma equipa de profissionais portugueses para garantir que se integram em Portugal", explicou o empresário.

Já o presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional, Pedro Proença, que fechou em Pequim o acordo com a Ledman, recusou confirmar aqueles números e apontou o intercâmbio de jogadores chineses como uma "possibilidade remota".

"Fundamentalmente, vai ser um patrocínio para a II Liga, embora se abram portas para que abranja a Liga de Portugal como um todo", explicou à agência Lusa o ex-árbitro internacional.

Com sede em Shenzhen, uma das mais prósperas cidades chinesas, situada junto a Hong Kong, a Ledman é especializada no fabrico de painéis publicitários de alta resolução, utilizados sobretudo em estádios de futebol.

É ainda patrocinadora das duas principais ligas de futebol da China e tem uma participação de 25 milhões de euros na Infront Sports & Media, empresa suíça que detém os direitos de transmissão dos jogos do Mundial da modalidade.

O acordo prevê ainda que aquela companhia passe a deter os direitos de imagem dos jogadores a atuar na II liga - que se passará a chamar Ledman LigaPro - e os direitos de publicidade dos jogos.

"O futebol é uma parte do sonho chinês e nós, como firma, queremos contribuir para o desenvolvimento da modalidade na China", afirmou Martin Lee.

Apoiado pelo presidente chinês, Xi Jinping, o "sonho chinês" para o futebol passa por três etapas: qualificar-se para a fase final do Mundial, organizar um Mundial pela primeira vez e um dia vencê-lo, proeza nunca alcançada por um país asiático.

São metas audaciosas para um país que figura em 82.º lugar no 'ranking' da FIFA e cuja participação em Mundiais se resume à edição de 2002, disputada na Coreia do Sul e Japão.

Já para o Mundial de 2018, o 'gigante' asiático está praticamente eliminado.

Mas Pedro Proença prefere ver as coisas pela positiva: "Sabemos que o futebol passou a ser uma demanda do próprio Governo chinês e este protocolo abre novas portas aos profissionais portugueses".

Lusa

  • Habitantes de Almeida barricaram-se durante seis horas em agência da CGD
    2:31

    País

    Perto de 100 pessoas estiveram esta quarta-feira barricadas na agência da Caixa Geral de Depósitos em Almeida, distrito da Guarda. O protesto contra o encerramento da agência só terminou quase seis horas depois, com a garantia que os autarcas serão recebidos na próxima terça-feira pela Administração do banco público. 

  • Carro que atropelou adepto encontrado na casa de um amigo do suspeito
    2:18

    Desporto

    O carro que terá atropelado o adepto italiano que morreu junto ao Estádio da Luz foi encontrado esta terça-feira, numa garagem na Amadora, na casa de um amigo do suspeito. Trata-se de um homem na casa dos 30 anos que pertence à claque No Name boys e é agora procurado pela Polícia Judiciária.

  • Depois de dar a volta (de bicicleta de Lisboa a Setúbal)

    País

    Missão cumprida. A SIC foi dar uma volta de bicicleta, acompanhando a primeira etapa de uma iniciativa que pretende impulsionar o uso dos velocípedes no país. Ao longo desta quarta-feira, publicámos vários vídeos em direto na página de Facebook da SIC Notícias, que aqui reunimos, em jeito de balanço.

    Ricardo Rosa

  • Web Summit inaugura primeiro escritório fora da Irlanda em Lisboa
    1:58

    Web Summit

    A Web Summit inaugurou em Lisboa o primeiro escritório fora da Irlanda, que vai dar emprego a 20 pessoas, algumas portuguesas. O próximo objectivo é alargar eventos a outros pontos do país. A conferência internacional regressa a Lisboa entre 6 e 9 de novembro e a organização espera ter 60 mil participantes.

  • Trump volta a apelar ao fim do programa nuclear de Pyongyang
    1:43

    Mundo

    Donald Trump voltou a apelar à Coreia do Norte para que abandone o programa nuclear e opte pela via do diálogo. O Presidente dos Estados Unidos chamou à Casa Branca, para uma reunião extraordinária, todos os senadores norte-americanos para serem informados sobre a atual crise com a Coreia do Norte.

  • Ivanka Trump vaiada por defender o pai durante debate sobre igualdade de género
    1:51

    Mundo

    Com o propósito de criar pontes com Donald Trump, a chanceler alemã Angela Merkel convidou a filha mais velha do Presidente norte-americano para participar numa cimeira. No entanto as coisas não correram muito bem e Ivanka Trump foi vaiada pela audiência por ter defendido o pai quando o assunto era a igualdade de género. 

  • Papa apelou à revolução da ternura
    0:52
  • Irmã da mulher mais pesada do mundo acusa hospital de mentir

    Mundo

    A irmã da mulher egípcia que se acreditava ser a mais pesada do mundo acusou os médicos de mentirem acerca da sua perda de peso. No entanto, o hospital que realizou a cirurgia bariátrica já respondeu às acusações, defendendo que a mulher pesa agora 172 quilos.

  • Diário de John F. Kennedy vendido por 660 mil euros

    Mundo

    Um diário escrito por John F. Kennedy quando jovem, durante uma curta passagem pelo jornalismo, depois da II Guerra Mundial, foi vendido por mais de 700 mil dólares (642 mil euros), informou esta quarta-feira uma casa de leilões.