sicnot

Perfil

Desporto

FIFA confirma cinco candidaturas à presidência

Galeria de fotos

A FIFA confirmou hoje que as eleições à sucessão do suíço Joseph Blatter na presidência do organismo que tutela o futebol mundial, a decorrer a 26 de fevereiro, em Zurique, terão cinco candidatos.

Príncipe Ali Bin Al Hussein

Príncipe Ali Bin Al Hussein

© Muhammad Hamed / Reuters

Sheik Salman bin Khalifa al Ebrahim

Sheik Salman bin Khalifa al Ebrahim

Reuters

Gianni Infantino

Gianni Infantino

© Denis Balibouse / Reuters

Tokyo Sexwale

Tokyo Sexwale

© Mohamad Torokman / Reuters

Jerome Champagne

Jerome Champagne

© Arnd Wiegmann / Reuters

A comissão eleitoral da FIFA confirmou que as candidaturas do príncipe Ali Bin Al Hussein, do 'sheik' Salman bin Khalifa al Ebrahim, de Gianni Infantino, de Tokyo Sexwale e de Jerome Champagne foram admitidas para a campanha final.

A votação para a sucessão do suíço Joseph Blatter, afastado na sequencia dos escândalos financeiros e dos casos de corrupção que abalaram a estrutura da FIFA no último ano, decorrerá a 26 de fevereiro, em Zurique, na Suíça.

"O Comité Eleitoral admitiu formalmente e declara todos os candidatos elegíveis às eleições para a presidência da FIFA no congresso extraordinário a realizar no próximo mês", refere o organismo num comunicado enviado aos 209 membros.

  • O percurso dos rendimentos de Ronaldo
    3:43

    Football Leaks

    O Ministério das Finanças espanhol abriu uma investigação a Cristiano Ronaldo, por eventuais irregularides na declaração dos rendimentos da publicidade. A Gestifute, empresa do agente do avançado do Real Madrid, garante que Ronaldo tem os impostos em dia. A investigação aos documentos extraídos da plataforma informática Football Leaks, liderada pela revista alemã Der Spiegel, e da qual faz parte o jornal Expresso, conseguiu traçar o percurso dos rendimentos do melhor jogador do mundo.

  • Fábio Coentrão investigado por suspeita de delitos fiscais
    3:37

    Football Leaks

    O Ministério Público de Madrid acusou o defesa português Ricardo Carvalho de evasão fiscal e está a investigar Fábio Coentrão por eventuais delitos fiscais. Além dos dois portugueses a justiça acusou ainda o espanhol Xabi Alonso, o argentino Ángel Di María e investiga o colombiano Falcão. As investigações surgem depois da revelação do caso Football Leaks, investigada pelo Expresso e pelo consórcio europeu de jornalistas que tiveram acesso a milhões de documentos.