sicnot

Perfil

Desporto

Dois mil adeptos do Panathinaikos protestam em frente à residência de Tsipras

Cerca de dois mil adeptos do Panathinaikos protestaram esta quarta-feira em frente à residência oficial do primeiro-ministro helénico, Alexis Tsipras, contra as sanções de que o clube da Liga grega de futebol foi alvo.

Alexis Tsipras não estava na residência, por estar a realizar uma visita oficial a Israel. (Arquivo)

Alexis Tsipras não estava na residência, por estar a realizar uma visita oficial a Israel. (Arquivo)

© Alkis Konstantinidis / Reuters

A polícia antimotim teve de recorrer a gás lacrimogénio para dispersar os manifestantes, alguns dos quais terão sido detidos, noticia a imprensa local.

Os manifestantes chegaram à residência oficial do chefe de governo grego em centenas de motorizadas, pouco depois de terminada a partida da Taça da Grécia frente ao Atromitos, que terminou com um empate a 0-0.

Alexis Tsipras não estava na residência, por estar a realizar uma visita oficial a Israel.

Na semana passada, o vice-ministro dos desportos grego, Stavros Kontonis, ordenou o encerramento ao público das bancadas do estádio do Panathinaikos habitualmente ocupadas pelos adeptos mais violentos.

Em causa estão as sanções pela violência verificada no dérbi com o Olympiacos, a 21 de novembro, quando os adeptos do Panathinaikos se envolveram em confrontos com a polícia dentro e fora do estádio, levando à anulação do desafio, mesmo antes de principiar.

A equipa visitante ficou retida três horas no estádio Apostolos Nikolaidis.

Catorze adeptos foram detidos nos incidentes que feriram três polícias, um deles em estado grave. Os prevaricadores arremessaram pedras e material pirotécnico, com as autoridades a responder com gás lacrimogénio.

O Panathinaikos viu o seu estádio interdito por quatro desafios e foi multado em 280.000 euros, além de lhe terem sido subtraídos três pontos.

Atualmente, cumpridas 19 jornadas, o Panathinaikos é terceiro do campeonato, com 35 pontos, a 20 do rival Olympiacos, treinado pelo português Marco Silva.

Hoje, no jogo frente ao Atromitos, o Panathinaikos decidiu colocar centenas de balões verdes e brancos nas bancadas interditas aos seus adeptos.

Lusa

  • Nove dos 50 feridos que continuam hospitalizados estão em estado crítico
    3:46

    Ataque em Barcelona

    Os quatro indivíduos implicados nos atentados de Barcelona e Cambrils prestam hoje declarações ao juiz Fernando Andreu, na Audiência Nacional, em Madrid. O enviado especial da SIC, Emanuel Nunes, dá conta do ambiente que se vive em Barcelona esta manhã e faz uma atualização em relação aos feridos no atentado na capital catalã. Cinquenta pessoas continuam hospitalizadas, 9 em estado considerado crítico e 13 em estado grave.

  • Ilibados trabalhadores castigados por consulta de dados fiscais

    País

    Os funcionários da Autoridade Tributária, que tinham sido castigados por terem consultado dados fiscais, foram absolvidos. O jornal Público avançou hoje que as orientações contra as sanções a aplicar aos funcionários partiram do ex-secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, Rocha Andrade.

  • Novas regras para os pagamentos em dinheiro vivo

    Economia

    Os pagamentos em dinheiro acima de 3.000 euros são proibidos a partir de quarta-feira, mas aos não residentes são permitidos pagamentos até 10 mil euros, ou o equivalente em moeda estrangeira, segundo um diploma hoje publicado.

  • Brasileiros procuram Portugal
    3:59

    País

    Viver em Portugal é hoje em dia um grande sonho da classe média brasileira. De acordo com o Ministério dos Negócios Estrangeiros, só em 2016, o número de vistos de residência aumentarem em mais de 30%. A língua, a segurança e a qualidade de vida são as razões apontadas para a mudança. Todos os dias, no consulado português no Rio de Janeiro, para a obtenção de vistos.

  • Repórteres fazem relato impressionante dos acontecimentos em Charlottesville
    3:40