sicnot

Perfil

Desporto

Neymar e o pai vão pagar multa de 102 mil euros por evasão fiscal

O futebolista brasileiro Neymar e o pai vão ter de pagar uma multa de 459.671 reais (cerca de 102 mil euros) ao fisco brasileiro por evasão fiscal, decidiu esta quarta-feira a justiça brasileira.

O brasileiro, terceiro melhor jogador de 2015 para a FIFA, também tem processos a decorrer na justiça espanhola e brasileira pela sua transferência para o FC Barcelona, em 2013. (Arquivo)

O brasileiro, terceiro melhor jogador de 2015 para a FIFA, também tem processos a decorrer na justiça espanhola e brasileira pela sua transferência para o FC Barcelona, em 2013. (Arquivo)

© Yuya Shino / Reuters

O Tribunal Federal de São Paulo rejeitou um recurso apresentado por Neymar para anular a multa, cujo valor já tinha sido depositado pelo jogador e o seu pai numa conta extrajudicial.

A sentença data de 15 de janeiro, mas o seu conteúdo só foi divulgado hoje pelo tribunal, que também obrigou o futebolista do FC Barcelona a pagar os honorários dos advogados da defesa.

O fisco multou Neymar por ter declarado vários pagamentos efetuados pelo Santos, o seu clube na época, como direitos de imagem e não como salário, a categoria a que as autoridades creem que correspondem, na realidade, esses depósitos.

O brasileiro, terceiro melhor jogador de 2015 para a FIFA, também tem processos a decorrer na justiça espanhola e brasileira pela sua transferência para o FC Barcelona, em 2013.

O fisco brasileiro pede que Neymar pague cerca de 63,6 milhões de reais (cerca de 14,2 milhões de euros) de impostos não declarados entre os exercícios fiscais de 2011 e 2013.

De acordo com a agência tributária brasileira, o jogador fugiu aos impostos, porque declarou o dinheiro recebido pela sua transferência para o clube da Liga espanhola como entradas nas suas empresas.

Lusa

  • Os números das eleições francesas
    0:50

    Eleições França 2017

    Os resultados definitivos mostram que Emmanuel Macron obteve 24% dos votos, na primeira volta das eleições francesas. Ficou quase três pontos à frente de Marine Le Pen, que conseguiu 21,3%. Os números oficiais, publicados pelo Ministério do Interior, dão ainda conta da taxa de abstenção: 22,2%, um ligeiro aumento face à primeira volta das presidenciais de 2012.

  • ASAE encerra em média um restaurante por dia
    1:33
  • Grupo de brasileiros em assalto milionário no Paraguai
    1:24