sicnot

Perfil

Desporto

Sporting foi clube com mais jogadores nas seleções portuguesas de formação

O Sporting foi o clube com mais futebolistas convocados para as seleções portuguesas de escalões de formação entre julho de 2005 e dezembro de 2015, com 22,3%, à frente de Benfica (21,9%) e FC Porto (18,5%).

Nani e Moutinho foram dois dos produtos da academia leonina. (Arquivo)

Nani e Moutinho foram dois dos produtos da academia leonina. (Arquivo)

© Nacho Doce / Reuters

De acordo com um estudo revelado hoje pela Federação Portuguesa de Futebol (FPF), da autoria do adjunto da seleção de sub-21 Alexandre Silva, os três 'grandes' têm maioria absoluta na cedência de jogadores (63%), de um total de 203 clubes, entre os quais 74 de outros países europeus e um asiático.

Na hierarquização, depois dos 'grandes' surge o Vitória de Guimarães (5,7%), o Padroense (4,4%) - praticamente um 'clube satélite' do FC Porto --, o Sporting de Braga (3,7%), o Boavista (2,4%), o Belenenses (1,9%), Académica (1,4%) e Vitória de Setúbal (1,3), sendo que os restantes alinhavam noutros clubes portugueses (4,6%) ou estrangeiros (12%).

Neste capítulo, Reino Unido, com 19 jogadores, e França, com 18, foram a principal proveniência de jovens futebolistas, superando Alemanha (12), Itália (9), Espanha (7), Suíça (4), Holanda (3), Bélgica, Turquia e Índia, com um cada.

Durante estas dez épocas e meia, o escalão em que se observou uma maior diversidade de proveniências foi o de sub-15, com 102 clubes representados em 41 convocatórias, em contraponto com os sub-17, com 58 emblemas em 100 concentrações.

Lusa

  • Eurogrupo dá luz verde ao Orçamento do Estado
    0:29

    Orçamento do Estado 2017

    O Orçamento português passou no Eurogrupo mas os ministros das Finanças alertam que podem ser precisas mais medidas para cumprir as metas e em março vão voltar a olhar para as contas. Para já, estão satisfeitos com o compromisso assumido por Mário Centeno e mais sete ministros da zona euro, cujos Orçamentos estão em risco de incumprimento.

  • Youtuber Miguel Paraiso escreveu uma paródia musical para a Reportagem da SIC "Renegados"
    1:27

    Grande Reportagem SIC

    O youtuber Miguel Paraiso escreveu uma paródia musical para a Grande Reportagem SIC "Renegados".Desde ontem já teve 67 mil visualizações no Facebook. Imagine que ia renovar o cartão de cidadão e diziam-lhe que afinal não é português? Mesmo tendo nascido, crescido, estudado e trabalhado sempre em Portugal? Foi o que aconteceu a inúmeras pessoas que nasceram depois de 1981, quando a lei da nacionalidade foi alterada.«Renegados» é como se sentem estes filhos de uma pátria que os excluiu. Para ver, esta quarta-feira, no Jornal da Noite da SIC.

  • "A nossa guerra não deixou heróis, só vilões e vítimas"
    5:26

    Mundo

    Luaty Beirão é o rosto mais visível de um movimento de contestação ao regime angolano que começou em 2011, ano da Primavera árabe. Mas a par dos 15+2, mediatizados num processo que os condenou por lerem um livro, outros activistas arriscam diariamente a liberdade. A SIC esteve em Luanda e falou com o advogado Adolfo Campos e com os músicos Carbono Casimiro, Mona Dya Kidi e David Salei. Já todos estiveram presos. Já todos foram vítimas de violência policial. Defendem que "a geração anterior comprometeu o país" e acreditam que só a mudança política pode trazer um futuro melhor. Para estes jovens activistas, a guerra que arrasou o país, e com que o regime justifica tudo, não deixou heróis, apenas "vilões e vítimas".

  • O que aconteceu à menina síria que relatava a guerra no Twitter?
    1:59