sicnot

Perfil

Desporto

Treinador do Manchester City optimista quanto à lesão de Kevin De Bruyne

O treinador do Manchester City, Manuel Pellegrini, mostrou-se otimista quanto à lesão do futebolista Kevin De Bruyne, que se lesionou esta quarta-feira num joelho frente ao Everton, admitindo contar com o belga ainda antes da época terminar.

De Bruyne entrou aos 66 minutos e foi decisivo na vitória para a Taça da Liga (3-1), mas teve que abandonar o relvado após um choque com o defesa adversário Funes Mori.

De Bruyne entrou aos 66 minutos e foi decisivo na vitória para a Taça da Liga (3-1), mas teve que abandonar o relvado após um choque com o defesa adversário Funes Mori.

© Reuters Staff / Reuters

De Bruyne entrou aos 66 minutos e foi decisivo na vitória para a Taça da Liga (3-1), mas teve que abandonar o relvado após um choque com o defesa adversário Funes Mori.

"Veremos na quinta-feira, pois o médico apenas presume que haja uma lesão grave num ligamento", disse o técnico chileno, na conferência de imprensa após a partida.

Questionado sobre a possibilidade de perder o jogador até final da temporada, Pellegrini disse: "Espero que não, embora seja muito difícil dizê-lo no momento".

"Estou otimista quanto a isso, pois não se trata do ligamento cruzado", concluiu.

Lusa

  • Guardiola cada vez mais perto do Manchester City
    1:52

    Desporto

    No mercado de transferências, a novidade desta terça-feira foi o regresso de Kevin-Prince Boateng ao AC Milan. O jogador ganês chegou a estar, no verão passado, em Lisboa para assinar pelo Sporting. Os rumores do mercado também colocam Pep Guardiola cada vez mais próximo do Manchester City, na próxima temporada.

  • Mais de 50 detidos pela GNR em 12 horas

    País

    A GNR fez 51 detenções entre as 20:00 de sábado e as 08:00 de hoje, 39 das quais por condução sob efeito do álcool ou sem carta, e três por violência doméstica, segundo um comunicado hoje divulgado.

  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
  • Trump diz que Obamacare vai "colapsar"

    Mundo

    O Presidente norte-americano tentou desvalorizar a derrota política sofrida na sexta-feira no Congresso, ao desistir da revogação da lei de saúde pública do seu antecessor, conhecida como Obamacare, afirmando que esta vai colapsar por si mesma.