sicnot

Perfil

Desporto

Marega estreia-se nos convocados do FC Porto para visita ao Estoril

O avançado Marega integrou esta sexta-feira, pela primeira vez, a lista de convocados do treinador do FC Porto, José Peseiro, para a visita ao Estoril-Praia, no sábado, a contar para a 20ª jornada da I Liga de futebol.

FC Porto

O avançado franco-maliano, que esta semana chegou ao Dragão proveniente do Marítimo, juntamente com o guarda-redes José Sá, integra a lista que assinala o regresso, em relação ao jogo com o Feirense, de 11 jogadores.

Casillas, Maxi Pereira, Martins Indi, Marcano, Brahimi, Aboubakar, Herrera, Corona, André André, Layún e Danilo são os jogadores que falharam o jogo com o Feirense, para a Taça da Liga, e que agora regressam às escolhas do treinador.

Em comparação com a convocatória para o jogo com o Feirense, saíram Raúl Gudiño, Imbula e André Silva, da formação principal, e oito jogadores do FC Porto B, casos dos defesas Víctor García, Rodrigo, Chidozie e Maurício, dos médios Omar Govea, Francisco Ramos e Pité e do avançado Gleison.

O FC Porto, terceiro classificado com 43, menos cinco pontos do que o líder Sporting e menos três do que o Benfica, defronta o Estoril-Praia, 10.º com 23, no sábado, a partir das 18:00, num jogo que vai ser arbitrado por Tiago Martins, da associação de Lisboa.

Lista dos 19 convocados:

- Guarda-redes: Casillas e Helton.

- Defesas: Maxi, Martins Indi, Maicon, Marcano, Layún e José Ángel.

- Médios: Danilo, Rúben Neves, Herrera, André, Brahimi e Sérgio Oliveira.

- Avançados: Varela, Corona, Aboubakar, Marega e Suk.

Lusa

  • Marcelo de volta a casa após diagnóstico de gastroenterite aguda
    3:37
  • "Todas as decisões que tomei foi sempre a pensar no Sporting primeiro"
    2:08
  • Saransk tanto anseia por Ronaldo que até lhe fizeram um vídeo e uma música
    3:07
  • Portugal quer atrair imigrantes
    1:28

    País

    O Governo prepara-se para regularizar a situação de 30 mil imigrantes ilegais que vivem em Portugal. De acordo com a edição deste sábado do semanário Expresso, o Executivo pretende também abrir portas a 75 mil novos imigrantes por ano.