sicnot

Perfil

Desporto

Miguel Leal acredita num Moreirense "diferente" perante o Benfica

O treinador do Moreirense acredita numa "resposta diferente" perante o Benfica na receção de domingo, a contar para a 20ª jornada da I Liga de futebol, num jogo que opõe "uma equipa de tostões" a uma "de milhões".

Miguel Leal, treinador do Moreirense.

Miguel Leal, treinador do Moreirense.

SIC/ Arquivo

O Moreirense recebe os 'encarnados' cinco dias depois de ter sido goleado (6-1), também em casa, para a Taça da Liga, mas Miguel Leal acredita que domingo, por ser "outro jogo, com outra história, noutra competição", a equipa dará "uma resposta completamente diferente", perante um adversário "muito forte, motivado e no seu melhor momento de forma".

"Há um grande desequilíbrio. É uma equipa de 'tostões' contra uma equipa de 'milhões'. Vamos ver como é que as coisas correm", disse o treinador em conferência de imprensa de antevisão ao jogo, prometendo mais eficácia nos duelos, porque, segundo analisou na terça-feira, o Benfica "foi fazendo golos" mas o Moreirense também foi "dando alguns 'brindes'".

"O que eu sei é que esta equipa [do Benfica] é muito mais forte do que aquela que enfrentámos na primeira volta [derrota na Luz por 3-2]. Muito mais ligada e muito mais ofensiva. Nota-se, não só nos resultados, mas na dinâmica da equipa", disse Miguel Leal quando questionado sobre o bom momento do conjunto orientado por Rui Vitória.

Miguel Leal recordou que o Moreirense tem "tido uma boa resposta perante equipas teoricamente mais fortes" - esteve a vencer na Luz e empatou (2-2) com o FC Porto em casa à sexta jornada - no entanto o seu desejo é que a equipa "seja forte" é com adversários "do seu campeonato"

"E nestes jogos, é fazer o seu melhor e tentar ganhar algum ponto", resumiu, sem esquecer que o estádio já atingiu lotação esgotada, mas deverá ser "quase-quase todo 'vermelho'".

Uma das grandes dúvidas para domingo reside na utilização do avançado Rafael Martins, que hoje de manhã não treinou. O brasileiro, que é o melhor marcador dos vimaranenses (12 golos), tem uma contratura mas Miguel Leal ainda tem esperança de o poder utilizar contra o clube da Luz.

Já quanto à utilização do médio Nildo Petrolina, que chegou esta semana vindo do Arouca, o técnico avançou que vai convocar o mais recente reforço dos minhotos, mas não decidiu ainda se o vai utilizar.

Moreirense, 14.º classificado, com 20 pontos, menos 26 que o Benfica, que é segundo, a dois pontos do líder, o Sporting, defrontam-se domingo pelas 19:15 em Moreira de Cónegos com arbitragem de Manuel Oliveira, da associação de futebol do Porto.

Lusa

  • Portugal a tremer de frio
    3:07

    País

    Portugal continua a registar temperaturas negativas, sobretudo no Norte do país. Em Trás-os-Montes, por exemplo, marcaram mínimas de 11 graus abaixo de zero e os termómetros desceram tanto que congelaram rios, canalizações de água e até aquecimentos de escolas. Mas nem tudo é mau pois os produtores falam em boa época para curar fumeiro.

  • Michelle Obama partilhou momento de despedida da Casa Branca
    1:43
  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Podem as plantas ver, ouvir e até reagir?

    Mundo

    Um professor de Ciências Vegetais da Universidade de Missouri, nos Estados Unidos, passou quatro décadas a investigar as relações entre vegetais e insetos. Na visão de Jack Schultz, as plantas são "como animais muito lentos", que conseguem ver, ouvir, cheirar e até têm comportamentos próprios.

  • Zoo da Indonésia acusado de querer matar ursos à fome

    Mundo

    Um grupo de ativistas da Indonésia acusa o Jardim Zoológico de Bandung de estar a matar à fome os seus animais, incluindo os ursos-do-sol, para ser fechado. Um vídeo recentemente publicado mostra os ursos, que aparecem muito magros e a implorar por comida.