sicnot

Perfil

Desporto

Dirigentes do FC Barcelona reusam prestar mais declarações sobre caso Neymar

O presidente do FC Barcelona, Josep Maria Bartomeu, e o seu antecessor no cargo, Sandro Rosell, recusaram hoje em tribunal prestar mais declarações sobre a contratação do brasileiro Neymar, alegando que já o fizeram durante a investigação.

reuters

Bartomeu e Rosell são suspeitos de terem corrupção no processo de contratação do futebolista Neymar ao Santos, do Brasil, e foram ouvidos na condição de arguidos pelo juiz José de la Mata.

Em causa está uma queixa apresentada pela empresa DIS, detentora de 40% dos direitos federativos do jogador quando este se transferiu do Santos para o clube catalão.

Ambos os dirigentes mantiveram os depoimentos feitos em fevereiro do ano passado, quando foram interrogados no âmbito de um processo sobre a transferência de Neymar para Espanha, que terá custado 83 milhões de euros, dos quais o clube terá declarado apenas 17 milhões.

Nessa altura, Bartomeu afirmou que a contratação de Neymar foi feita pelo seu antecessor, enquanto Rosell disse que se limitou a assinar os contratos apresentados pelo departamento jurídico do clube, no qual confiava.

A DIS reclama o pagamento de 40% dos direitos federativos do jogador sobre os 83 milhões de que o jogador custou e não sobre os 17 milhões declarados.

  • Obrigada a vir dos EUA, de 3 em 3 semanas, para ver o filho
    2:00

    País

    O episódio de hoje de Vidas Suspensas envolve uma médica dentista norte-americana e um empresário português. Um exemplo do que acontece a muitos portugueses que casam com estrangeiros: quando se divorciam, coloca-se a questão de saber para que país vão os filhos.

    Hoje na SIC

  • "Não era o jogo ideal para estreia do videoárbitro"
    4:50
  • Uma em cada dez crianças já foi vítima de cyberbullying
    10:41
  • "Sou Presidente de uma pátria com os melhores bombeiros do mundo"
    1:20

    País

    O Presidente da Liga dos Bombeiros, Jaime Marta Soares, avisou este domingo o Governo de que os bombeiros admitem usar o machado da paz para fazer a guerra. Marcelo Rebelo de Sousa destacou o orgulho que sente em ser "Presidente de uma pátria que tem os melhores bombeiros do mundo".