sicnot

Perfil

Desporto

Eddy Merckx pede irradiação de ciclistas envolvidos em casos de doping mecânico

O belga Eddy Merckx, um dos maiores ciclistas da história, defendeu esta segunda-feira que os corredores que usem dopagem mecânica devem ser irradiados do desporto, uma vez que, na sua opinião, este delito é pior do que a dopagem comum.

"Para mim, têm de irradiá-los. Pelo que vi na televisão, não foi a primeira vez que aconteceu. Isto é o pior que se pode fazer, é o mesmo que ir de mota", disse Merckx. (Arquivo)

"Para mim, têm de irradiá-los. Pelo que vi na televisão, não foi a primeira vez que aconteceu. Isto é o pior que se pode fazer, é o mesmo que ir de mota", disse Merckx. (Arquivo)

© Eric Vidal / Reuters

"Para mim, têm de irradiá-los. Pelo que vi na televisão, não foi a primeira vez que aconteceu. Isto é o pior que se pode fazer, é o mesmo que ir de mota", disse Merckx ao site especializado Cyclingnews, na sequência da investigação iniciada pela União Ciclista Internacional (UCI) à sub-23 belga Femke Van den Driessche por fraude tecnológica.

No sábado, durante os Mundiais de ciclocrosse, os comissários da UCI detetaram um pequeno motor na bicicleta da corredora, que ironicamente tinha desistido da prova por problemas mecânicos.

Para o ciclista mais laureado da história, o doping mecânico constitui uma forma mais descarada e grave de batota do que a dopagem química, pelo que a sanção a aplicar aos prevaricadores deve ser mais dura.

"Para mim é pior que a dopagem. Proporciona-lhes mais 50 watts, ou até 100, depende. Isso não tem nada a ver com ciclismo, é motociclismo. Deveriam ir competir com o Valentino Rossi", sustentou.

Questionado sobre se o caso de Van den Driessche é simplesmente a ponta do iceberg, Merckx retirou importância aos rumores de que esta é uma prática comum no pelotão profissional, considerando que este é um incidente isolado.

"Não acredito que haja muitos [ciclistas] tão estúpidos para fazer algo do género. Isto só pode acontecer com corredores sem experiência. O que aconteceu é muito mal para o ciclismo", reforçou.

Segundo os regulamentos da UCI, a jovem belga arrisca uma suspensão mínima de seis meses.

Lusa

  • Autarca e duas jornalistas mortas a tiro na Finlândia 

    Mundo

    A presidente da Câmara de Imatra, na Finlândia, e duas jornalistas foram mortas a tiro na noite passada, na pequena cidade do sudeste do país. O incidente aconteceu junto a um restaurante e a polícia chegou ao local pouco depois dos disparos. Um suspeito de 23 anos já foi detido.

    Em desenvolvimento

  • Passos elogia escolha de Paulo Macedo mas diz que não é suficiente
    1:47

    Caso CGD

    Pedro Passos Coelho diz que Paulo Macedo é competente para liderar os destinos da Caixa Geral de Depósitos, mas que a nomeação do antigo ministro não é suficiente para passar uma esponja sobre o assunto. Em Viseu, o líder do PSD não quis ainda avançar com um nome para a Câmara de Lisboa, depois de Santana Lopes afastar a hipótese de se candidatar.

  • O novo coala do zoo de Lisboa
    3:10

    País

    A SIC acompanhou em exclusivo a transferência de uma coala da Alemanha para o Zoo de Lisboa. O animal veio de avião e foi batizado pelos passageiros que seguiam a bordo. Ficou com o nome de Goolara. O coala é uma fêmea, com quase dois anos, e veio para aumentar a família da mesma espécie em Portugal.

  • Jovens do exército russo aderem ao Desafio do Manequim
    1:01

    Mundo

    Na Rússia, o grupo de jovens do exército também já aderiu ao famoso Mannequin Challenge. O vídeo foi divulgado pelo Ministério da Defesa russo. O objetivo é mostrar o dia-a-dia do chamado exército de jovens, cuja principal missão passa por sensibilizar os russos para a necessidade de cumprir o serviço militar obrigatório.