sicnot

Perfil

Desporto

Hélder Postiga regressa ao futebol português como reforço do Rio Ave

O Rio Ave anunciou esta segunda-feira a contratação do avançado internacional português Hélder Postiga, que assinou um compromisso válido até ao final da temporada com o emblema vila-condense.

O jogador, de 33 anos, cujo último desafio profissional aconteceu na Índia, onde alinhou alguns meses pelo Atlético de Calcutá, vai pela primeira vez envergar o emblema da sua terra natal. (Arquivo)

O jogador, de 33 anos, cujo último desafio profissional aconteceu na Índia, onde alinhou alguns meses pelo Atlético de Calcutá, vai pela primeira vez envergar o emblema da sua terra natal. (Arquivo)

Paulo Duarte / AP

O jogador, de 33 anos, cujo último desafio profissional aconteceu na Índia, onde alinhou alguns meses pelo Atlético de Calcutá, vai pela primeira vez envergar o emblema da sua terra natal.

Hélder Postiga, que estava desde o final do ano passado em Vila do Conde a recuperar de uma lesão, confessou em declarações ao site do clube que pretende "ser apenas mais um ajudar a equipa".

"Quero desfrutar deste momento, e tentar passar um pouco da minha experiencia para ajudar a equipa", disse o ponta-de-lança, que soma 70 internacionalizações.

Hélder Postiga confessou que o facto de ser natural de Vila do Conde pesou na decisão de regressar ao futebol português pelo clube local.

"Estar perto de casa e poder representar o clube da minha terra foi importante nesta minha escolha, além de reconhecer que o Rio Ave é um dos clubes mais estáveis em Portugal neste momento", assegurou.

"Tem tudo para dar certo, até porque muitos dos jogadores que aqui vou encontrar são amigos de longa data, fora do futebol, a adaptação vai ser muito fácil", completou o ponta-de-lança

FC Porto, Tottenham, Saint-Étienne, Panathinaikos, Sporting, Saragoça, Valência, Lázio, Deportivo da Corunha completam o currículo do terceiro reforço do Rio Ave neste mercado de inverno, depois de assegurado Ronan (ex-Sanjoanense) e Kuca (ex-Belenenses).

Lusa

  • Governo prepara projeto para suavizar transição para a reforma
    1:38

    Economia

    O Governo quer suavizar a transição do trabalho para a reforma. A ideia é que essa passagem seja feita gradualmente e não de um dia para o outro, o que pode ser mais traumático. O projeto prevê a possilidade de o trabalhador cumprir meio horário e acumular com meia pensão.

  • Portugal pode perder parte dos fundos comunitários
    2:21

    Economia

    Portugal arrisca-se a perder parte dos fundos comunitários atribuídos ao país, se não acelerar a execução dos programas que têm comparticipação de Bruxelas. A notícia é avançada pelo jornal Público, que revela que o país ainda está longe de cumprir as metas mínimas. O Executivo desdramatiza e acredita que serão cumpridas até ao final do ano. O Governo diz mesmo que Portugal deverá ser um dos países com melhores taxas de execução.

  • Proteína tóxica que se acumula no cérebro pode ser uma das causas do Alzheimer
    2:33

    País

    Uma proteína tóxica que se acumula no cérebro pode ser uma das causadoras do Alzheimer. A revelação, feita pelo prémio Nobel da Medicina de 2014, será discutida no terceiro dia da cimeira mundial sobre doenças neurodegenerativas na Fundação Champalimaud, em Lisboa. A partir de hoje, serão apresentadas novidade nas investigações científicas sobre a epidemia silenciosa, que atinge 50 milhões de pessoas em todo o mundo.

  • Primeiro discurso de Costa na ONU alinhado com o de Guterres

    País

    O primeiro-ministro, António Costa, proferirá hoje o seu primeiro discurso na Assembleia Geral das Nações Unidas, devendo estar muito alinhado com a agenda política apresentada na terça-feira pelo secretário-geral da ONU, António Guterres, valorizando o multilateralismo.

  • Habitantes da favela da Rocinha temem novo episódio violento
    2:54

    Mundo

    Localizada no Rio de Janeiro, a Rocinha, maior favela do Brasil, foi palco de um tiroteio entre traficantes, no último fim de semana. Agora, pelo terceiro dia consecutivo, a polícia do Rio de Janeiro está a fazer um cerco em algumas favelas cariocas à procura de traficantes. A comunidade está assustada e receia que episódios violentos como este se repitam.