sicnot

Perfil

Desporto

Histórias de Bogotá: "Quero ser jogador do Porto"

REPORTAGEM SIC

Chama-se Dragon Force, é a escola de futebol do Futebol Clube do Porto e abriu as portas na Colômbia há um ano e meio. Na semana passada fez a primeira ação de caça-talentos, que levou técnicos do clube em Portugal a viajar para Bogotá, à procura de craques.

Raquel Marinho/SIC

Raquel Marinho/SIC

Raquel Marinho/SIC

A Dragon Force de Bogotá na Colômbia começou com 80 alunos e já tem mais de 400. São jogadores (é assim que os técnicos portugueses lhes chamam) à procura de uma oportunidade no futebol português um dia.

Têm entre 4 e 18 anos e estão divididos por equipas, algumas a participar já nas competições da Liga de Bogotá.

"Há muito talento na Colômbia"

Para fazer nascer esta escola, o FC Porto investiu numa equipa própria. A pessoa que lidera as operações chama-se José Carlos Conceição e foi durante quatro anos coordenador técnico das escolas Dragon Force em Portugal, antes de aceitar viajar para a Colômbia e abraçar este projeto de treinar alunos colombianos: "há muito talento na Colômbia, muitos jogadores com condições naturais para poder singrar no futebol a nível mundial".

Talento inquestionável mas reconhecido como muito diferente do que se encontra nos jogadores portugueses: "o talento português é um talento cerebral, um talento que sabe o que fazer dentro do campo, que é refinado tecnicamente e que dá mais importância à eficácia que ao lado estético. O jogador colombiano é um jogador muito criativo mas de uma criatividade espontânea, demasiado em bruto. Agora, em termos técnicos tem tudo".

"Podemos criara algo com um impacto mundial muito grande"

O objetivo de José Carlos Conceição e da sua equipa em Bogotá é então aliar este talento colombiano "em bruto" à forma de jogar em Portugal, mais precisamente no FC Porto: "são jogadores explosivos, que colam a bola no pé. Se nós conseguirmos dar-lhes aquilo que temos lá em Portugal, e é por isso que estamos aqui, acho que vamos conseguir criar algo com um impacto mundial muito grande".

O trabalho com estes jovens tem-se feito ao longo dos meses, e por fases. Primeiro, implementar a forma de treinar à FC Porto; de seguida, meio ano depois, avançar com as primeiras equipas de competição, o que já aconteceu na época de 2014/2015: "tivemos sucesso. Chegámos a cinco finais nos torneios departamentais. Temos já 12 equipas de competição na liga de Bogotá e uma equipa, a equipa de sub 17, que está a jogar no Torneio Nacional da Colômbia".

750 jovens concorreram à ação de caça-talentos

Mas além dos resultados nas ligas colombianas o que muitos destes jovens querem é a oportunidade de jogar em Portugal, na equipa A do FC do Porto.

A escola sabe disso e sabe também que para lá chegar o trabalho começa muito antes. Essa é uma das razoes para ter organizado uma ação de caça-talentos de inscrição livre para jovens nascidos em 1998 e 1999. Inscreveram-se 750 e, numa primeira seleção, ficaram 94. São esses que estão agora a cumprir treinos durante três dias, em Bogotá. José Carlos Conceição explica que agora é que é: "destes 94 vamos selecionar 22 a 30 jogadores para uma terceira etapa que consiste em treinarem connosco aqui. Depois, jogam com equipas locais e vamos vê-los a competir, e escolher dois para poderem ir a Portugal, para a escola do clube, durante 15 dias".

Para ajudar neste caça-talentos, o FC Porto enviou dois técnicos, um deles o director do Departamento de Scouting. João Luís Afonso diz que selecionar dois destes jovens não vai ser tarefa fácil.

Os "jogadores", como aqui lhes chamam, estão naturalmente dispostos a aprender tudo, e sabem bem ao que vêm.

Quem for selecionado desta ação de caça-talentos em Bogotá ganha uma viagem com tudo pago a Portugal e à escola de futebol do FC Porto. Durante duas semanas, esses dois jogadores, terão oportunidade de conhecer de perto o sonho que os levou a tentar a sorte na ação de caça-talentos.

A viagem a Portugal não é garantia de nada mas pode muito bem ser o início de tudo.

Raquel Marinho

SIC

  • FC Porto caça talentos em Bogotá
    0:51

    Desporto

    Chama-se Dragon Force, é a escola de futebol do Futebol Clube do Porto, e abriu as portas na Colômbia há um ano e meio. Na semana passada fizeram a primeira ação de caça-talentos, que levou técnicos do clube em Portugal a viajar para Bogotá, à procura de craques. O director do Departamento de Scouting, João Luís Afonso diz que selecionar dois destes jovens não é tarefa fácil.

  • Jovens colombianos aspirantes a craques tentam rumar o FC Porto
    2:52

    Desporto

    Chama-se Dragon Force, é a escola de futebol do Futebol Clube do Porto, e abriu as portas na Colômbia há um ano e meio. Na semana passada fizeram a primeira ação de caça-talentos, que levou técnicos do clube em Portugal a viajar para Bogotá, à procura de craques. Os "jogadores", como aqui lhes chamam, estão naturalmente dispostos a aprender tudo, e sabem bem ao que vêm.

  • Morreu o vocalista da banda Linkin Park

    Cultura

    Um dos vocalistas da banda de metal alternativo Linkin Park, Chester Bennington, morreu, em casa, numa cidade do condado de Los Angeles, aos 41 anos. Chester Bennington ter-se-á suicidado, de acordo com a plataforma TMZ. O músico juntou-se aos Linkin Park em 1999, três anos após a formação da banda, que editou o seu álbum de estreia, "Hybrid Theory", em 2000. O disco, do qual fazem parte temas como "In the End", "Crawling" e "One Step Closer", vendeu dez milhões de cópias só nos Estados Unidos.

  • O perfil do novo herói do surf português
    3:43
  • "Temos de melhorar o sistema de prevenção e combate dos incêndios"
    18:07

    País

    O ministro da Agricultura, Luís Capoulas Santos, foi convidado da Edição da Noite da SIC Notícias, desta quinta-feira. Em análise esteve o chumbo do PCP na criação de um banco nacional de terras, a reforma da floresta em Portugal, as falhas no sistema de comunicação do SIRESP, a lei da rolha nos bombeiros, a seca no país e ainda a pesca da sardinha, que poderá vir a ser proibida durante 15 anos. 

    Entrevista SIC Notícias

  • CGTP acusa PT de ilegalidades no dia da greve
    0:46

    Economia

    A CGTP pede a intervenção do Governo na PT. Esta quinta-feira, na SIC Notícias, Arménio Carlos acusou a empresa de estar a cometer mais uma ilegalidade, ao ter requisitado trabalhadores para cumprir serviços mínimos uma semana antes do permitido por lei.

  • Altice responde a António Costa
    1:33

    Economia

    A Altice respondeu ao Governo, na sequência das críticas de António Costa, lamentando que Portugal não reconheça a importância dos investimentos que o grupo faz no país. A dona da PT inaugurou esta quinta-feira um novo call center em Vieira do Minho e, na sexta-feira, está marcada uma greve geral dos trabalhadores da PT.

  • Protesto dos enfermeiros é "ilegal"
    2:37
  • O que resta do navio de salvamento mais famoso de Portugal?
    15:26

    Aqui há História

    Os baixios da barra do Tejo já foram cemitério de centenas de embarcações. Uma delas foi o Patrão Lopes, o navio de salvamento que saía para o mar quando todos fugiam das tempestades. Foram cinco dias em agonia até naufragar no Bugio, num caso que acabou na barra do tribunal. 80 anos depois, a SIC mergulhou no Patrão Lopes porque "Aqui Há História".

  • Sismo de magnitude 6.9 na Turquia

    Mundo

    Um forte sismo com magnitude 6.9 na escala de Richter fez-se sentir esta quinta-feira a sul da cidade turca de Bodrum. A informação foi avançada pela agência norte-americana de Geologia.