sicnot

Perfil

Desporto

Mónaco reforça segundo lugar do campeonato francês com golo de Bernardo Silva

O Mónaco reforçou esta terça-feira o segundo lugar do campeonato francês de futebol após receber e vencer o Bastia, por 2-0, com um golo de Bernardo Silva, no arranque da 24ª jornada.

© Eric Gaillard / Reuters

O extremo português foi titular na formação comandada por Leonardo Jardim, assim como Ricardo Carvalho, Fábio Coentrão e João Moutinho, e marcou aos 73 minutos, confirmando o triunfo dos monegascos, que tinham chegado à vantagem através de um autogolo de Modesto, aos 35.

Perante o 13.º classificado da prova, o avançado Hélder Costa reforçou a presença de jogadores portugueses no Mónaco, quando entrou em campo aos 67 minutos.

Com este triunfo, a equipa liderada por Jardim ficou provisoriamente com cinco pontos de vantagem sobre o Angers, terceiro classificado, que joga na quarta-feira no terreno do Reims, e colocou-se a 21 do Paris Saint-Germain, que tem praticamente garantido um quarto título consecutivo.

Em Montpellier, o Marselha venceu a formação da casa, por 1-0, com um golo de N'Koudou, aos 68 minutos, e igualou à condição o Rennes no sexto lugar, com 34 pontos. Os forasteiros terminaram o encontro com menos uma unidade, devido à expulsão de Thauvin, aos 70.

Lusa

  • Todos os distritos sob Aviso Amarelo devido ao frio

    País

    O Instituto Português do Mar e da Atmosfera colocou Portugal continental sob Aviso Amarelo na quarta e na quinta-feira. Os termómetros vão estar abaixo de zero em todo o território, à exceção dos distritos de Lisboa, Porto e Faro.

  • Motim em prisão brasileira fez pelo menos 30 mortos
    1:09

    Mundo

    Um novo motim numa prisão brasileira fez pelo menos 30 mortos. A prisão, que é a maior do Estado do Rio Grande do Norte, tem capacidade para 600 reclusos mas acolhe quase o dobro. Após o motim de 14 horas, a polícia já tem o controlo total da prisão.

  • Aqui também se vive
    16:07
  • Austrália condena Japão por caça de baleias no Oceano Antártico

    Mundo

    O Governo da Austrália condenou hoje o Japão por retomar a caça de baleias no Oceano Antártico, após a divulgação de imagens de um cetáceo morto a bordo de um barco japonês que se encontrava em águas protegidas.O ministro do Ambiente, Josh Frydenberg, manifestou "profunda deceção", um dia depois de a organização Sea Shepherd divulgar fotografias e vídeos de uma baleia minke no barco japonês Nisshin Maru.