sicnot

Perfil

Desporto

Quase três milhões de bilhetes já vendidos para os Jogos Olímpicos

O comité organizador dos Jogos Olímpicos anunciou esta terça-feira que já vendeu 2,75 milhões de entradas para o Rio2016, um número que representa 74% do objetivo pretendido.

(Arquivo)

(Arquivo)

© Alexander Demianchuk / Reuters

A pouco mais de seis meses do início dos Jogos Olímpicos, o diretor de comunicação do comité organizador Rio2016 expressou a sua satisfação pelo ritmo de venda dos bilhetes: "As entradas deixaram de ser um problema, mas 100% do valor esperado seria melhor".

As modalidades mais procuradas são, de acordo com Mário Andrada, o futebol, o basquetebol, o voleibol e o atletismo, que têm bilhetes disponíveis apenas para fases preliminares.

No entanto, o porta-voz da organização reconheceu que a venda de bilhetes para os Jogos Paralímpicos está "muito abaixo das expetativas", uma vez que até ao momento só foram vendidos 330 mil.

Andrada anunciou que nas próximas semanas vão iniciar-se novas ações de promoção para favorecer a venda de entradas para os Paralímpicos.

O porta-voz do comité organizador referiu ainda que os 'eventos-teste' que se realizaram até ao momento (22 de 45) foram um sucesso.

Os Jogos Olímpicos decorrem entre 5 e 21 de agosto.

Lusa

  • A Catalunha "está farta da prepotência e dos abusos do governo"
    0:30
  • "Não há um verdadeiro debate democrático em Espanha"
    2:24
    Quadratura do Círculo

    Quadratura do Círculo

    QUINTA-FEIRA 23:00

    No Quadratura do Círculo desta quinta-feira, José Pacheco Pereira disse que este braço de ferro em território espanhol reforça a linha autoritária que existe em Espanha. Jorge Coelho considera que é urgente recorrer à diplomacia para definir um caminho a médio ou a longo prazo. Já o gestor Manuel Queiró afirma que Portugal não deve encarar este referendo com condescendência. 

  • Uber perde licença para operar em Londres

    Economia

    O regulador de transporte de Londres decidiu hoje que vai retirar à Uber a licença para operar na capital britânica. A proibição entra em vigor no final deste mês e vai afetar 40 mil motoristas da empresa multinacional norte-americana.

  • A corrida ao iPhone 8 no Japão, China e Austrália
    2:04
  • Óculos inteligentes permitem controlar telemóvel com o nariz
    1:05
  • Família Portugal Ramos
    15:01