sicnot

Perfil

Desporto

Vanessa Fernandes acredita que voltará a competir em Jogos Olímpicos

Vanessa Fernandes, vice-campeã olímpica de triatlo em Pequim2008, acredita que voltará a competir em Jogos Olímpicos, porém confia ser mais exequível a meta Tóquio2020 do que Rio2016, para os quais tem mínimos na maratona.

(Arquivo/Reuters)

(Arquivo/Reuters)

© Aly Song / Reuters

"Acho que não [é viável estar no Rio de Janeiro], Porque felizmente temos grandes atletas a nível europeu e mundial com grandes marcas na maratona, como a Jessica [Augusto], a Dulce [Félix] e a Sara [Moreira]. É completamente impossível meter-me no meio delas", considera.

Em declarações à agência Lusa, à margem do I encontro da equipa olímpica de Portugal, no Porto, Vanessa descarta a possibilidade de tirar o sono às suas rivais na luta por uma das três vagas, atribuídas aos melhores tempos.

"Nem pense. Acha que algum dia...? Elas têm tempos muito, muito complicados. Só com muitos anos de trabalho consigo chegar perto de um tempo igual ao delas. Acredito que agora não", insistiu, embora vá experimentar novamente a maratona, em abril, em competição ainda por definir com o seu treinador Paulo Colaço.

Vanessa Fernandes recordou que a participação em 2015 na maratona "surgiu por acaso, não tendo sido programada, trabalhada", pelo que também ficou surpreendida por ter obtido mínimos numa disciplina "muito dura e que assustava um bocadinho".

"Sou uma pessoa de objetivos e custa-me muito desistir. É das coisas mais dolorosas que posso fazer. Ainda tenho bastantes anos para trabalhar. Se calhar, o objetivo mais concreto é Tóquio2020, com mais consciência e objetividade. Este ano, estar no encontro da Missão Olímpica do Rio2016 é para sentir o ambiente olímpico", sublinhou.

Vanessa assume que voltar um dia a competir nos Jogos Olímpicos terá um "sabor muito diferente" dos disputados anteriormente -- Atenas2004 e Pequim2008 -- e promete trabalhar para "realizar esse novo sonho".

A equipa olímpica de Portugal - Missão Rio2016 cumpriu hoje o seu I encontro, no Porto, onde estiveram presentes quase meia de atletas, mais treinadores, dirigentes e elementos do Comité Olímpico de Portugal.

Os Jogos Olímpicos de 2016 realizam-se no Rio de Janeiro, no Brasil, de 05 a 21 de agosto.

Lusa

  • O percurso dos rendimentos de Ronaldo
    3:43

    Desporto

    O Ministério das Finanças espanhol abriu uma investigação a Cristiano Ronaldo, por eventuais irregularides na declaração dos rendimentos da publicidade. A Gestifute, empresa do agente do avançado do Real Madrid, garante que Ronaldo tem os impostos em dia. A investigação aos documentos extraídos da plataforma informática Football Leaks, liderada pela revista alemã Der Spiegel, e da qual faz parte o jornal Expresso, conseguiu traçar o percurso dos rendimentos do melhor jogador do mundo.

  • Fábio Coentrão investigado por suspeita de delitos fiscais
    3:37

    Desporto

    O Ministério Público de Madrid acusou o defesa português Ricardo Carvalho de evasão fiscal e está a investigar Fábio Coentrão por eventuais delitos fiscais. Além dos dois portugueses a justiça acusou ainda o espanhol Xabi Alonso, o argentino Ángel Di María e investiga o colombiano Falcão. As investigações surgem depois da revelação do caso Football Leaks, investigada pelo Expresso e pelo consórcio europeu de jornalistas que tiveram acesso a milhões de documentos.

  • Votações sobre o mapa judiciário geram tensão no Parlamento
    2:01

    País

    O momento das votações no Parlamento ficou marcado por alguma tensão. Depois de aprovadas, em comissão, as alterações ao mapa judiciário, o PSD opôs-se a que o diploma fosse votado em plenário, uma vez que não fazia parte da versão inicial do guião de votações. A esquerda acusou os sociais-democratas de terem motivações estritamente políticas e não regimentais.

  • Uma alternativa aos serviços de enfermagem ao domicílio
    7:34
  • As primeiras palavras de um dos sobreviventes da Chapecoense
    0:29
  • Familiares de vítimas procuram destroços do MH370
    1:48

    Voo MH370

    Um grupo de familiares das vítimas do avião das linhas aéreas da Malásia, desaparecido em 2014, procuram destroços do aparelho em Madagáscar. As autoridades malaias estudam a posssibilidade de uma nova operação de buscas.

  • Primeiro-ministro em lágrimas ao reencontrar refugiado que recebeu no Canadá em 2015

    Mundo

    Justin Trudeau desfez-se em lágrimas no reencontro com um refugiado sírio, que ele recebeu no Canadá em 2015. No ano passado, Trudeau recebeu pessoalmente os refugiados no aeroporto, onde foi visto a entregar casacos de inverno aos migrantes. Esta segunda-feira, o primeiro-ministro conheceu algumas das famílias que se estabeleceram no país, numa reunião filmada pela emissora canadiana CBC.