sicnot

Perfil

Desporto

Bruno de Carvalho diz que Benfica contratou Carrillo só para se vingar de Jorge Jesus

Bruno de Carvalho diz que Benfica contratou Carrillo só para se vingar de Jorge Jesus

Foi a reação do presidente do Sporting à contratação do avançado peruano. Carrillo transferiu-se para a Luz por cinco épocas a custo zero.

  • André Carrillo no Benfica até 2021

    Desporto

    O Sporting anunciou esta terça-feira que foi formalmente informado pelo Benfica sobre a saída do peruano André Carrillo para as águias. Carrillo vai assinar pelo clube da Luz um contrato de cinco temporadas.

  • "Era normal que um jogador como Carrillo, ficando livre, fosse parar a um rival"
    2:20

    Tempo Extra

    Rui Santos considera que era normal que um jogador como Carrillo fosse parar a um dos rivais do Sporting. O comentador da SIC destacou o papel de Jorge Mendes nas negociações entre Carrillo e o Sporting, na altura em que o clube tentou que o jogador renovasse o contrato, e disse ainda que o empresário pode ter um papel decisivo numa possível ida de Carrillo para o Atlético de Madrid.

  • Luís Pina indiciado por quatro crimes de tentativa de homicídio
    2:24
  • Ministro "mais descansado" com relatório sobre Almaraz, ambientalistas contestam
    2:01

    País

    O ministro do Ambiente diz estar mais descansado depois de conhecer o relatório técnico que considera o armazém de resíduos nucleares em Almaraz uma solução adequada. Já as associações ambientalistas e os partidos criticam o parecer positivo à construção e querem ouvir os ministros do Ambiente e dos Negócios Estrangeiros no Parlamento.

  • Marcelo recebido por multidão na Ovibeja
    2:52
  • Líderes europeus unidos para iniciar saída do Reino Unido
    2:08
  • 100 dias de Trump em 04'30''
    4:33

    Pequenas grandes histórias

    Donald Trump tomou posse como 45º Presidente dos EUA dia 20 de janeiro de 2017, faz este sábado, 100 dias. Prometeu grandes mudanças, mas os planos acabaram por chocar de frente com a realidade e a burocracia de Washington, como foi o caso do Obamacare. Foi a primeira ordem executiva que assinou, no dia em que tomou posse, mas a revogação está longe de acontecer.