sicnot

Perfil

Desporto

Raphael Guerreiro marca na derrota do Lorient em Paris

O Paris Saint-Germain estabeleceu esta quarta-feira um recorde de invencibilidade na liga francesa de futebol com uma vitória sobre o Lorient, por 3-1, que ampliou o número de jogos sem perder para 33.

YOAN VALAT / LUSA

Derrotado pela última vez em março de 2015, o PSG juntou os 24 jogos sem perder esta temporada aos últimos nove do campeonato anterior e bateu a marca do Nantes, que esteve 32 encontros imbatível em 1994/95.

Com 24 pontos de vantagem sobre o Mónaco, segundo classificado, o líder ainda sentiu dificuldades na primeira parte, depois de abrir cedo o marcador, aos seis minutos, pelo uruguaio Edinson Cavani, por causa da reação do Lorient, que restabeleceu a igualdade aos 19 minutos pelo português Raphael Guerreiro.

No entanto, na segunda parte, a supremacia do PSG veio ao de cima e materializou-se com mais dois golos, de Zlatan Ibrahimovic, aos 55 minutos, e Layvin Kurzawa, aos 69, a estabelecer o resultado final de 3-1.

Raphael Guerreiro, muitas vezes utilizado pelo treinador Sylvain Ripoll como médio esquerdo, alinhou desta vez como lateral do mesmo lado.

Nos restantes jogos hoje realizados, destaque para a estreia do internacional português Éder, que foi lançado em campo após o intervalo a substituir Yassine Benzia, na vitória do Lille sobre o Caen por 1-0, graças a um golo defesa costa-marfinense Adama Soumaoro, aos 59 minutos.

De notar a derrota do Angers na deslocação ao terreno do Reims por 2-1, que lhe custou o terceiro lugar, ultrapassado pelo Nice, vencedor na receção ao Toulouse por 1-0.

O Lyon, com o internacional português Anthony Lopes na baliza durante os 90 minutos, recebeu e venceu o Bordéus, por 3-0, enquanto o Guingamp goleou o Troyes, por 4-0, e o Nantes fez valer o fator casa para superar o Gazélec Ajaccio, por 3-1.

Em face dos resultados desta jornada, o PSG lidera com 66 pontos, mais 24 do que o Mónaco, orientado pelo treinador português Leonardo Jardim, que é segundo, somando 42, mais três do que o terceiro, o Nice, que beneficiou da derrota do Angers em Reims.

A 24.ª jornada encerra na quinta-feira com a partida Rennes-Saint Étienne, a partir das 20:00.

Lusa

  • Autarca e duas jornalistas mortas a tiro na Finlândia 

    Mundo

    A presidente da Câmara de Imatra, na Finlândia, e duas jornalistas foram mortas a tiro na noite passada, na pequena cidade do sudeste do país. O incidente aconteceu junto a um restaurante e a polícia chegou ao local pouco depois dos disparos. Um suspeito de 23 anos já foi detido.

  • Avião da Qatar Airways aterra de emergência nas Lajes
    0:47

    País

    Aterrou de emergência nos Açores, esta manhã, um avião da Qatar Airways. A turbulência obrigou à manobra que causou pelo menos 10 feridos nos passageiro do avião que fazia ligação de Washington para Doha, capital do Qatar, e foi desviado para a base aérea das Lajes.

  • Óscar do turismo para empresa que gere património de Sintra
    1:51

    Cultura

    A Parques de Sintra ganhou, pelo quarto ano consecutivo, os World Travel Awards na categoria de "Melhor Empresa de Conservação do Mundo". A empresa portuguesa, que gere monumentos, parques e jardins situados na zona da Paisagem Cultural de Sintra e em Queluz, voltou a ser a única nomeada europeia na categoria, e foi a vencedora entre candidatos de todo o mundo.

  • O novo coala do zoo de Lisboa
    3:10

    País

    A SIC acompanhou em exclusivo a transferência de uma coala da Alemanha para o Zoo de Lisboa. O animal veio de avião e foi batizado pelos passageiros que seguiam a bordo. Ficou com o nome de Goolara. O coala é uma fêmea, com quase dois anos, e veio para aumentar a família da mesma espécie em Portugal.

  • Jovens do exército russo aderem ao Desafio do Manequim
    1:01

    Mundo

    Na Rússia, o grupo de jovens do exército também já aderiu ao famoso Mannequin Challenge. O vídeo foi divulgado pelo Ministério da Defesa russo. O objetivo é mostrar o dia-a-dia do chamado exército de jovens, cuja principal missão passa por sensibilizar os russos para a necessidade de cumprir o serviço militar obrigatório.