sicnot

Perfil

Desporto

Treinador José Morais sofre hemorragia cerebral

O Antalyaspor confirmou esta quarta-feira, oficialmente, que o treinador português do clube, José Morais, "sofreu uma hemorragia cerebral" e está "sob observação" numa unidade hospitalar.

O antigo adjunto de José Mourinho, que já comandou clubes como Santa Clara, Espérance Tunis e Al-Shabab, entre outros, chegou ao clube turco no início de 2016. (Arquivo)

O antigo adjunto de José Mourinho, que já comandou clubes como Santa Clara, Espérance Tunis e Al-Shabab, entre outros, chegou ao clube turco no início de 2016. (Arquivo)

© STRINGER Italy / Reuters

"O treinador José Morais foi internado em consequência de tonturas e pressão arterial elevada. Os exames efetuados diagnosticaram uma hemorragia cerebral (...), estando agora sob observação", pode ler-se numa mensagem publicada na página internet do clube.

Na nota, o Antalyaspor promete dar a conhecer os desenvolvimentos sobre o estado de saúde do seu treinador.

Após 19 jornadas, o Antalyaspor ocupa o 14.º lugar da Liga turca, com 21 pontos, sete acima da zona de despromoção.

O antigo adjunto de José Mourinho, que já comandou clubes como Santa Clara, Espérance Tunis e Al-Shabab, entre outros, chegou ao clube turco no início de 2016, assinando um contrato válido até junho de 2017 para suceder a Samuel Eto'o, que comandou interinamente a equipa após a saída de Yusuf Simsek.

Lusa

  • Obama diz que Guterres "tem uma reputação extraordinária"
    1:38

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar com Barack Obama e também com Donald Trump, na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido por Obama, na Casa Branca, onde recebeu vários elogios do presidente norte-americano.

  • Mãe do guarda-redes da Chapecoense comove o Brasil
    1:37
  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.