sicnot

Perfil

Desporto

Yannick Djaló vai jogar no campeonato tailandês

O internacional português Yannick Djaló rescindiu com o Benfica e vai competir no campeonato tailandês de futebol, depois de assinar esta quarta-feira pelo Ratchaburi Mitr Phol por uma época.

(Arquivo)

(Arquivo)

GREG WAHL-STEPHENS / AP

A contratação de Djaló foi oficialmente anunciada na página oficial do clube e através do Facebook, depois do jogador ter passado os testes médicos realizados em Ratchaburi, realizados também hoje.

Djaló, de 29 anos, era jogador do Benfica e ainda tinha meio ano de contrato com o clube da Luz, que não contou com ele nos últimos anos. Em quatro anos, foi emprestado ao Toulouse (França), San Jose Earthquakes (Estados Unidos) e Mordovia Saransk (Rússia), depois de uma época apenas a jogar pelo clube 'encarnado'.

O Ratchaburi Mitr Phol, sétimo classificado da última edição da liga tailandesa, conta no seu plantel como jogadores como Diego Maurício e Pablo Vitti, antigos internacionais sub-20 do Brasil e da Argentina.

Lusa

  • Suspeito de atropelamento mortal fala de acidente 
    2:00
  • Autoridades garantem ter evitado novo ataque terrorista em Londres
    0:59

    Mundo

    A polícia britânica garante que evitou um novo atentado em Londres. Mulher baleada faz parte das oito pessoas que foram detidas numa operação antiterrorista na capital britânica e no sul de Inglaterra. A operação realizou-se após a detenção de um homem com três facas, nas imediações do Parlamento britânico.

  • Presidente da Macedónia convocou reunião de emergência

    Mundo

    O Presidente da Macedónia, Gjorge Ivanov, convocou esta sexta-feira uma reunião de emergência com líderes políticos, após manifestantes, maioritariamente apoiantes da maioria conservadora, invadirem o Parlamento e atacarem deputados da oposição, fazendo 77 feridos.

  • Polícia espanhola divulga imagens de operação anti-jihadista

    Mundo

    A polícia espanhola divulgou esta sexta-feira novas imagens da operação anti-jihadista levada a cabo na terça-feira em Barcelona. Sabe-se agora que dois dos nove suspeitos detidos podem estar relacionados com a célula terrorista de Bruxelas, responsável pelos ataques no Aeroporto de Zaventem e no metro da capital belga.