sicnot

Perfil

Desporto

Luisão vai ser operado de novo ao antebraço esquerdo

O Benfica anunciou esta quinta-feira que o futebolista Luisão vai ser de novo operado ao antebraço esquerdo, depois de sofrer uma nova fratura na zona que foi recentemente sujeita a uma intervenção cirúrgica.

Arquivo)

Arquivo)

© Miguel Vidal / Reuters

"Luisão sofreu uma refratura de um dos focos, pós-queda, do cúbito esquerdo. O atleta será submetido a intervenção cirúrgica", refere o boletim clinico hoje divulgado pelo clube bicampeão nacional de futebol.

O defesa central, de 34 anos, sofreu a primeira fratura a 21 de novembro, no jogo da quarta eliminatória da Taça de Portugal -- derrota em com o Sporting em Alvalade, por 2-1, após prolongamento - e tem estado afastado da competição desde então.

Estava previsto que o capitão do Benfica pudesse regressar em breve à competição, mas esta nova lesão vai mantê-lo afastado da equipa e o clube não indicou uma estimativa do tempo de paragem.

Lisandro López, que tem alinhado no centro da defesa ao lado de Jardel, também está a contas com um estiramento da face posterior da coxa direita, contraído no último jogo frente ao Moreirense.

Salvio e Nuno Santos recuperam de cirurgias aos joelhos, no caso do argentino ao direito e do jovem português ao esquerdo, enquanto Fejsa tem uma contusão na coxa direita.

O Benfica está a preparar o jogo frente ao Belenenses, agendado para sexta-feira, pelas 20:30, no estádio do Restelo.

Lusa

  • Caixa multibanco assaltada em Portugal a cada dois dias
    2:43

    País

    O semanário Expresso conta que a mulher que morreu vítima de um disparo de agentes da PSP foi atingida pelas costas. O caso está a ser investigado pela PJ, que procura encaixar as peças da noite que acabou com uma morte inocente mas que começou com uma perseguição a um grupo de assaltantes de um multibanco. Assaltos que são cada vez mais comuns e que preocupam o Governo. A cada dois dias, uma caixa é assaltada.

  • Metro de Lisboa vai reduzir consumo de água

    País

    O Metro de Lisboa colocou em prática um programa para reduzir o consumo de água devido à situação de seca em Portugal, respondendo assim ao apelo do Ministério do Ambiente, segundo um comunicado divulgado este sábado.