sicnot

Perfil

Desporto

Chelsea e Manchester United empatam a um golo na Liga inglesa

Um golo de Diego Costa aos 90+1 minutos salvou este domingo o Chelsea de mais uma derrota comprometedora no campeonato inglês de futebol, estabelecendo o empate 1-1 na receção ao Manchester United, em jogo da 25ª jornada da prova.

© Reuters Staff / Reuters

Após um 'nulo' ao intervalo, os visitantes inauguraram o marcador aos 61 minutos, através de um remate acrobático do avançado Jesse Lingard, mas o avançado internacional espanhol minimizou os danos para o campeão caído em desgraça, já em período de compensação.

As duas equipas construíram várias oportunidades de golo, mas esbarraram quase sempre nas mãos dos guarda-redes Thibaut Courtois, do Chelsea, e David de Gea, do Manchester United, que, na última intervenção, impediu o 'bis' tardio de Diego Costa, aos 90+6 minutos.

O Manchester United, quinto classificado, perdeu a oportunidade de se aproximar dos lugares de acesso à Liga dos Campeões e distanciar do perseguidor West Ham, que perdeu no sábado com o Southampton, sétimo colocado.

O Chelsea continuou mais perto dos últimos lugares do que dos primeiros, no 13.º posto, mas o treinador holandês Guus Hiddink aumentou para 10 o número de jogos consecutivos sem perder, desde que substituiu o português José Mourinho no comando técnico da equipa londrina.

Horas antes, o Arsenal tinha igualado o Tottenham no segundo lugar, liderado de forma sensacional pelo Leicester, ao vencer por 2-0 no estádio do Bournemouth, com dois golos marcados em apenas 88 segundos, entre os 23 e 24 minutos, pelo médio alemão Mesut Özil e o avançado Alex Oxlade-Chamberlain.

O Arsenal passou a somar o mesmo número de pontos do Tottenham, que no sábado tinha vencido por 1-0 na receção ao Watford, ambos a cinco pontos do Leicester, ultrapassando o Manchester City, derrotado por 3-1 em casa pelo surpreendente líder, também no sábado.

A equipa londrina, que não vencia na prova há mais de um mês, desde 02 de janeiro, quando se impôs ao Newcastle por 1-0, regressou aos triunfos na melhor altura, em vésperas de receber o Leicester, após quatro partidas consecutivas sem conseguir vencer no campeonato.

Lusa

  • Não houve negligência médica no caso do jovem que morreu em São José
    2:33

    País

    Afinal, não houve negligência médica no caso do jovem que morreu há cerca de um ano no Hospital de São José, vítima de um aneurisma. Esta é a conclusão da Ordem dos Médicos e dos peritos do Instituto de Medicina Legal. Segundo o jornal Expresso, todos os relatórios relatórios pedidos pelo Ministério Público e pelo Centro Hospitalar de Lisboa Central dizem que o corpo clínico do hospital não teve responsabilidades na morte de David Duarte.

  • Jovens estariam de fones e poderão não ter ouvido comboio a aproximar-se
    1:47

    País

    As adolescentes, de 13 e 14 anos, encontradas mortas junto à linha do norte perto de Coimbra podem não ter ouvido a aproximação do comboio, uma vez que estariam de auriculares. Os corpos só foram descobertos 36 horas depois do desaparecimento das jovens, aparentemente vítimas de um descuido fatal.

  • Patti Smith engana-se na música de Bob Dylan durante cerimónia dos Nobel
    1:49

    Mundo

    Os prémios Nobel deste ano já foram entregues. Bob Dylan não compareceu à entrega do galardão da Literatura e fez-se representar pela amiga Patti Smith, que teve um bloqueio enquanto cantava "A Hard Rain's A-Gonna Fall" do músico. O Presidente da Colômbia Juan Manuel dos Santos foi distinguido com o Nobel da paz pelo acordo que alcançou com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia.

  • CIA acredita que Trump foi ajudado por piratas informáticos russos
    1:24

    Eleições EUA 2016

    As eleições nos Estados Unidos da América já terminaram e o Presidente está eleito. Contudo, Barack Obama quer saber se os russos tentaram mesmo influenciar o voto e ao mesmo tempo perceber o que os serviços secretos aprenderam com todas as fugas de informação durante a campanha. Já a CIA diz não ter dúvidas: para os serviços secretos norte-americanos, Donald Trump foi ajudado por piratas informáticos.