sicnot

Perfil

Desporto

João Sousa lamenta ter sido eliminado em Roterdão

O tenista português João Sousa lamentou hoje ter saído derrotado de um encontro no qual foi superior, depois de ter sido eliminado na primeira ronda do torneio de Roterdão, na Holanda, pelo espanhol Roberto Bautista Agut.

MADE NAGI

"Infelizmente hoje não consegui vencer um encontro em que penso que fui superior. Acho que joguei um ténis mais agressivo, joguei melhor ténis do que ele, mas o ténis tem destas coisas. Ele soube aproveitar muito bem uma pequena quebra de concentração que tive no terceiro 'set' e acabou por conseguir concretizar essa oportunidade e vencer o encontro", resumiu o 33.º tenista mundial.

O 17.º tenista do 'ranking', que tinha sido derrotado por Sousa na final do torneio de Valência, em Espanha, superiorizou-se ao número um português em três 'sets', com os parciais de 7-6 (7-4), 1-6 e 6-3, ao fim de duas horas e oito minutos.

"Penso que joguei a um nível alto e estou contente com esse nível, mas triste com a derrota. Agora vou para Barcelona descansar um dia e depois continuar a preparação para o meu próximo torneio, em Marselha", concluiu em declarações à sua assessoria de imprensa.

Lusa

  • Como não perder Barack e Michelle Obama nas redes sociais

    Mundo

    Sair da Casa Branca implica mais que reunir objetos físicos: é preciso guardar também os tweets, os posts e todo o conteúdo digital produzido nos últimos oito anos pelo Presidente dos EUA e pela primeira-dama. A equipa de Barack Obama já preparou tudo para que nada se perca do seu legado digital.

  • Portugueses querem contratar Obama

    Mundo

    Contratar Barack Obama. Pode parecer uma tarefa impossível, mas para a startup portuguesa Swonkie a única resposta a este desafio é "Yes We Can", mote da campanha presidencial de Obama de há nove anos.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.