sicnot

Perfil

Desporto

Rali da Suécia encurtado devido à falta de neve

O rali da Suécia terá este ano apenas 13 especiais, ao contrário das 21 previstas inicialmente, em resultado da falta de neve na maior parte do percurso, anunciou esta quarta-feira a organização.

A segunda prova do Mundial de ralis terá assim início apenas na sexta-feira de manhã, dia em que se realizarão seis das oito especiais previstas. (Arquivo)

A segunda prova do Mundial de ralis terá assim início apenas na sexta-feira de manhã, dia em que se realizarão seis das oito especiais previstas. (Arquivo)

© TT News Agency / Reuters

Entre as etapas canceladas está a super especial de 1,9 quilómetros realizada no hipódromo de Karlstad, que tradicionalmente dá início à prova.

A segunda prova do Mundial de ralis terá assim início apenas na sexta-feira de manhã, dia em que se realizarão seis das oito especiais previstas.

No sábado, dia em que se disputa a passagem pelo famoso Colin´s Crest, conhecido pelos enormes saltos e onde o francês Sebastien Ogier, campeão do mundo em título, tem um impressionante recorde de 41 metros, o número de especiais foi reduzido de oito para cinco.

Na última etapa da prova, a disputar no domingo, o rali passará apenas uma vez por Värmullsàsen e Lesjöfors, ao contrário das duas inicialmente previstas.

No total, apenas 240 dos 330 quilómetros cronometrados inicialmente previstos serão disputados.

Ogier (Volkswagen), tricampeão do mundo e vencedor do rali da Suécia em 2015, criticou duramente a decisão da organização, considerando-a "idiota".

"Não sei o que fazemos aqui, isto não serve a ninguém. Não sei quem tomou esta decisão, mas é um idiota. As duas melhores etapas da prova serão disputadas na Noruega [na sexta-feira], o resto é impraticável", afirmou Ogier em declarações ao jornal local Värmlands Folkblad.

"Não percebo porque se vai fazer a prova, que se tornou um rali de gravilha e lama, vamos destruir estradas sem nenhum motivo", acrescentou.

O responsável da prova na Federação Internacional de Automobilismo (FIA), Jarmo Mahonen, afastou a possibilidade de o rali da Suécia ser cancelado.

Lusa

  • Não houve negligência médica no caso do jovem em São José
    2:33

    País

    Afinal, não houve negligência médica no caso do jovem que morreu há cerca de um ano no Hospital de São José, vítima de um aneurisma. Esta é a conclusão da Ordem dos Médicos e dos peritos do Instituto de Medicina Legal. Segundo o jornal Expresso, todos os relatórios relatórios pedidos pelo Ministério Público e pelo Centro Hospitalar de Lisboa Central dizem que o corpo clínico do hospital não teve responsabilidades na morte de David Duarte.

  • Jovens estariam de fones e poderão não ter ouvido comboio a aproximar-se
    1:47

    País

    As adolescentes, de 13 e 14 anos, encontradas mortas junto à linha do norte perto de Coimbra podem não ter ouvido a aproximação do comboio, uma vez que estariam de auriculares. Os corpos só foram descobertos 36 horas depois do desaparecimento das jovens, aparentemente vítimas de um descuido fatal.

  • "Nobel é um incentivo para toda uma nação"
    1:19