sicnot

Perfil

Desporto

Revogada suspensão de um mês aplicada a Bruno de Carvalho há um ano

O Tribunal Arbitral do Desporto anulou a suspensão de um mês aplicada ao Presidente do Sporting pelos insultos proferidos contra um funcionário do Gil Vicente, em fevereiro do ano passado.

Quase um ano depois do Conselho de Disciplina da Federação ter condenado o presidente do Sporting a um mês de suspensão por "lesar a honra e a reputação a agentes desportivos" dentro das "infrações disciplinares graves", o Tribunal Arbitral do Desporto considera agora que Bruno de Carvalho apenas violou o "dever geral de urbanidade", ou seja, considera que o caso deveria ter sido analisado nos termos das infrações leves do regulamento de disciplina.

O recurso de Bruno de Carvalho para o Tribunal Arbitral resulta ainda numa redução para menos de metade da multa a que foi condenado - que passou dos 765 euros para pouco mais de 300 euros, o castigo mais leve previsto no Regulamento de Disciplina.

  • As IPSS são estruturantes no país. Fazem o que Estado não faz porque não pode, não quer, ou não chega a tudo. Chama-se sociedade civil a funcionar. E o Estado subsidia, ajuda, (com)participa, apoia. Nada contra. A questão é quando as IPSS e outras instituições, fundações, associações, federações e quejandas se tornam verdadeiras "indústrias".

    Pedro Cruz

  • O ano "saboroso" de António Costa
    0:51

    País

    António Costa diz que 2017 foi um ano "saboroso" para Portugal. Num encontro com funcionários portugueses, em Bruxelas, antes do Conselho Europeu desta quinta-feira, o primeiro-ministro realçou o que o país conquistou no último ano, no plano europeu, e que culminou com a eleição de Mário Centeno para a Presidência do Eurogrupo.

  • Os Simpsons já sabiam em 1998 que a Fox iria pertencer à Disney

    Cultura

    Os Simpsons acertaram outra vez. Algo que tem acontecido regularmente nos últimos tempos, com a eleição de Donald Trump, o aparecimento do vírus Ébola ou o escândalo dos Panama Papers. Desta vez, a previsão remonta a 1998, quando a série previu que a 20th Century Fox iria pertencer à Disney.

    SIC