sicnot

Perfil

Desporto

Revogada suspensão de um mês aplicada a Bruno de Carvalho há um ano

O Tribunal Arbitral do Desporto anulou a suspensão de um mês aplicada ao Presidente do Sporting pelos insultos proferidos contra um funcionário do Gil Vicente, em fevereiro do ano passado.

Quase um ano depois do Conselho de Disciplina da Federação ter condenado o presidente do Sporting a um mês de suspensão por "lesar a honra e a reputação a agentes desportivos" dentro das "infrações disciplinares graves", o Tribunal Arbitral do Desporto considera agora que Bruno de Carvalho apenas violou o "dever geral de urbanidade", ou seja, considera que o caso deveria ter sido analisado nos termos das infrações leves do regulamento de disciplina.

O recurso de Bruno de Carvalho para o Tribunal Arbitral resulta ainda numa redução para menos de metade da multa a que foi condenado - que passou dos 765 euros para pouco mais de 300 euros, o castigo mais leve previsto no Regulamento de Disciplina.

  • Suspeito de atropelamento mortal fala de acidente 
    2:00
  • Autoridades garantem ter evitado novo ataque terrorista em Londres
    0:59

    Mundo

    A polícia britânica garante que evitou um novo atentado em Londres. Mulher baleada faz parte das oito pessoas que foram detidas numa operação antiterrorista na capital britânica e no sul de Inglaterra. A operação realizou-se após a detenção de um homem com três facas, nas imediações do Parlamento britânico.

  • Presidente da Macedónia convocou reunião de emergência

    Mundo

    O Presidente da Macedónia, Gjorge Ivanov, convocou esta sexta-feira uma reunião de emergência com líderes políticos, após manifestantes, maioritariamente apoiantes da maioria conservadora, invadirem o Parlamento e atacarem deputados da oposição, fazendo 77 feridos.

  • Polícia espanhola divulga imagens de operação anti-jihadista

    Mundo

    A polícia espanhola divulgou esta sexta-feira novas imagens da operação anti-jihadista levada a cabo na terça-feira em Barcelona. Sabe-se agora que dois dos nove suspeitos detidos podem estar relacionados com a célula terrorista de Bruxelas, responsável pelos ataques no Aeroporto de Zaventem e no metro da capital belga.