sicnot

Perfil

Desporto

Rui Costa fica em nono lugar na segunda etapa da Volta a Omã

O português Rui Costa terminou em nono lugar a segunda etapa da Volta a Omã, o vencedor da etapa foi o norueguês Edvald Boasson Hagen

KIM LUDBROOK

Boasson Hagen venceu a tirada em 4:12.00 horas, impondo-se ao italiano Vincenzo Nibali e ao belga Greg Van Avermaet, segundo e terceiro, respetivamente, que, tal como Rui Costa, cumpriram os 162 quilómetros com o mesmo registo do novo líder.

Na classificação geral, Boasson Hagen conta com quatro segundos de vantagem sobre Nibali e seis sobre Van Avermaet, enquanto Rui Costa caiu uma posição, para o oitavo lugar, a 10 segundos da liderança.

O luxemburguês Bob Jungels, que tinha vencido a primeira etapa, ocupa agora o 19.º posto, a 51 segundos de Boasson Hagen, depois de ter sido hoje o 31.º e cedido 59 segundos para o norueguês.

Mário Costa foi o 99.º a cruzar a meta, 4.52 minutos depois do primeiro grupo, e ocupa o 108.º lugar da geral, a 10.32 do líder.

Na quinta-feira, a terceira etapa da sétima edição da Volta a Omã vai ligar Al Sawadi Beach a Naseem Park, numa viagem de 176.5 quilómetros.

Lusa

  • As IPSS são estruturantes no país. Fazem o que Estado não faz porque não pode, não quer, ou não chega a tudo. Chama-se sociedade civil a funcionar. E o Estado subsidia, ajuda, (com)participa, apoia. Nada contra. A questão é quando as IPSS e outras instituições, fundações, associações, federações e quejandas se tornam verdadeiras "indústrias".

    Pedro Cruz

  • O ano "saboroso" de António Costa
    0:51

    País

    António Costa diz que 2017 foi um ano "saboroso" para Portugal. Num encontro com funcionários portugueses, em Bruxelas, antes do Conselho Europeu desta quinta-feira, o primeiro-ministro realçou o que o país conquistou no último ano, no plano europeu, e que culminou com a eleição de Mário Centeno para a Presidência do Eurogrupo.

  • Os Simpsons já sabiam em 1998 que a Fox iria pertencer à Disney

    Cultura

    Os Simpsons acertaram outra vez. Algo que tem acontecido regularmente nos últimos tempos, com a eleição de Donald Trump, o aparecimento do vírus Ébola ou o escândalo dos Panama Papers. Desta vez, a previsão remonta a 1998, quando a série previu que a 20th Century Fox iria pertencer à Disney.

    SIC