sicnot

Perfil

Desporto

Filho de Michael Schumacher permanece na Fórmula 4 mas muda de equipa

O piloto alemão Mick Schumacher, filho do antigo campeão de Fórmula 1 Michael Schumacher, vai permanecer na Fórmula 4, ao serviço da Prema Powerteam, anunciou esta sexta-feira a equipa italiana.

O jovem alemão, que irá cumprir a sua segunda temporada aos comandos de um monolugar, considera que a equipa é muito experiente e mantém uma excelente relação com os pilotos. (Arquivo)

O jovem alemão, que irá cumprir a sua segunda temporada aos comandos de um monolugar, considera que a equipa é muito experiente e mantém uma excelente relação com os pilotos. (Arquivo)

© Hannibal Hanschke / Reuters

"A Prema Powerteam é o passo perfeito para me tornar um piloto mais completo", disse Mick Schumacher, que vai completar 17 anos no próximo mês.

O jovem alemão, que irá cumprir a sua segunda temporada aos comandos de um monolugar, considera que a equipa é muito experiente e mantém uma excelente relação com os pilotos.

O diretor da equipa italiana, Angelo Rosin, partilha do entusiasmo do piloto e diz que é um orgulho contar com Mick Schumacher, que "tem um potencial que não para de crescer".

A única dúvida é saber se Mick Schumacher irá competir no campeonato ADAC, como no ano passado, em que competiu pela equipa holandesa de Frits van Amersfoort, ou no Itália F4.

Lusa

  • Dois jovens atropelados mortalmente no concelho de Montemor-o-Velho
    2:20
  • Presidente de "O Sonho" suspeito de peculato e fraude
    2:26

    País

    O presidente das três instituições de solidariedade social de Setúbal - incluindo "O Sonho" -, que na sexta-feira foram alvo de buscas, foi constituído arguido. Florival Cardoso é, por enquanto, o único suspeito de peculato e fraude na obtenção de subsídios para as instituições.

  • Manifestação contra mina de urânio junta milhares em Salamanca
    1:39
  • Assalto a Tancos e roubo de armas da PSP podem estar relacionados
    1:24

    País

    O assalto a Tancos e o roubo de armas da PSP, três recuperadas na semana passada, podem estar relacionados. O semanário Expresso avançou este sábado que há suspeitos de terem participado nos dois assaltos e o grupo, ou parte dele, atua principalmente do Algarve, com possíveis ligações a outras organizações espalhadas pelo país ou até transacionais.

  • Cessar-fogo de 30 dias na Síria
    2:07