sicnot

Perfil

Desporto

Lisboa quer ser Capital Europeia do Desporto em 2021

A Câmara Municipal de Lisboa vai discutir na quarta-feira, em reunião pública, a proposta de candidatura a Capital Europeia do Desporto em 2021, argumentando que terá "impactos económicos, sociais e desportivos relevantes para a cidade".

© Rafael Marchante / Reuters

"O município de Lisboa pretende afirmar a vontade e compromisso em formalizar a sua candidatura a Capital Europeia do Desporto 2021", lê-se na proposta a que a Lusa teve hoje acesso.

A proposta, assinada pelo vereador do Desporto, Jorge Máximo, refere que Lisboa possui "diversos equipamentos e infraestruturas que permitem ter as condições técnicas e de acolhimento adequadas para a receção de diversas provas e eventos desportivos, seus atletas, acompanhantes e espetadores".

Assim, a candidatura "não estará dependente de maiores investimentos ao nível das suas infraestruturas, para além dos que já constam do Plano Plurianual de Investimentos".

A autarquia justifica a candidatura e consequente atribuição do título como "mais um motivo de prestígio, afirmação e reconhecimento da marca Lisboa, com impactos económicos, sociais e desportivos relevantes para a cidade e para o país".

Para o vereador, eventos como a Volvo Ocean Race, a final da UEFA 'Champions League', a Volta a Portugal ou a Meia Maratona de Lisboa, têm "potenciado e consolidado mediaticamente a marca Lisboa a nível nacional e internacional".

Na proposta é também referido que à Capital Europeia do Desporto "competirá a responsabilidade de zelar por essa distinção durante um ano, respeitando e implementando as regras da imagem e projetando um calendário de eventos desportivos com atividades que promovam a saúde, bem-estar e integração social (com o mínimo exigível de um congresso internacional ou uma competição internacional)".

Este título é atribuído anualmente a uma localidade europeia, procurando "promover o desporto informal e os estilos de vida saudáveis, bem como o desporto inclusivo e para todos", acrescenta o documento.

Na mesma reunião, o executivo municipal discute também uma proposta da vereadora da Cultura, Catarina Vaz Pinto, para a atribuição de um "apoio à realização das Marchas Populares em 2016", num total de 594 mil euros.

Esta verba será "repartida em partes iguais de 27 mil euros, pelas 22 coletividades" que desfilarão na Avenida da Liberdade a 12 de junho.

Lusa

  • Europol deteve grupo que vendia euros falsos na Darkweb

    Mundo

    A Europol anunciou hoje a detenção de oito pessoas suspeitas de pertencerem a um grupo criminoso considerado como um dos maiores fornecedores de euros falsos vendidos online, no âmbito de uma operação realizada pelas autoridades italianas.