sicnot

Perfil

Desporto

Lito Vidigal fala de um regresso "sentimental" a Belém

O treinador Lito Vidigal afirmou esta sexta-feira à agência Lusa que a deslocação do Arouca ao reduto do Belenenses, na 23.ª jornada da I Liga de futebol, é especial, face aos 10 anos que trabalhou no Restelo.

(Arquivo)

(Arquivo)

ESTELA SILVA / Lusa

"É sempre um prazer voltar. Eu trabalhei no Belenenses durante 10 épocas, é uma vida. Há uma ligação muito grande e sentimental. Foi no Belenenses que me tornei jogador e, se calhar, foi lá que me afirmei como treinador. Tenho muitos anos de ligação e é um sentimento muito intenso", referiu.

À parte da afinidade, Lito Vidigal quer que o, agora seu, Arouca "continue a vencer" no campeonato, sem se preocupar com o acesso às competições europeias, até para valorizar os jogadores que podem trazer dividendos económicos ao clube nortenho.

"Encaramos todas as possibilidades, mas não nos preocupamos com isso (acesso à Europa). Neste momento o que queremos é valorizar os ativos. Queremos continuar a trabalhar com qualidade para que os jogadores se tornem melhores. Queremos valorizar mais os jogadores para que eles possam render financeiramente ao Arouca", confessou à Lusa.

O Arouca é sétimo classificado, com 31 pontos, e tem a manutenção assegurada, enquanto o Belenenses é nono, apenas três pontos abaixo.

"Somos a equipa que mais pontos fez em comparação como o ano passado. Temos mais 12 pontos nesta altura da época do que tínhamos o ano passado e a segunda equipa que tem mais pontos é o Sporting, com mais ste. Crescemos muito, por isso estou muito contente com o trabalho da equipa", concluiu, na antevisão ao encontro da 23.ª jornada.

O embate entre o Belenenses e o Arouca realiza-se no domingo, a partir das 16:00, no Estádio do Restelo, em Lisboa, com arbitragem de Rui Oliveira (Porto).

Lusa