sicnot

Perfil

Desporto

Selecionador brasileiro diz ainda não estar decidido se Neymar estará na Copa América

O selecionador brasileiro, Dunga, afirmou, no domingo, que ainda não está decidido se Neymar estará, em junho, na Copa América, afirmando que tem que discutir com o jogador e com o Barcelona.

Dunga e Neymar.

Dunga e Neymar.

© Ricardo Moraes / Reuters

"Ainda não está decidido, temos que falar com o Barcelona, e com o jogador", disse Dunga, aos jornalistas após o sorteio da Copa América, que decorreu no domingo em Nova Iorque.

Questionado se está confiante de que o avançado irá participar no torneio e nos próximos Jogos Olímpicos, o técnico respondeu com um simples: "Eu quero".

O Brasil encabeça o grupo B da Copa América, batizada de Copa América Centenário, para celebrar os 100 anos da confederação sul-americana de futebol (CONMEBOL), que se disputa entre 03 e 26 de junho nos Estados Unidos, realizando-se pela primeira vez fora da América do Sul.

A seleção "canarinha" joga com o Equador a 04 de junho, em Pasadena (Califórnia), no mesmo dia em que Haiti e Peru jogam em Seattle (Washington).

O grupo A junta as seleções dos Estados Unidos e Colômbia -- que protagonizam a partida inaugural da prova a 03 de junho em Santa Clara (Califórnia), e Costa Rica e Paraguai que têm jogo marcado para o dia seguinte em Orlando (Florida).

No grupo C estão México, Uruguai, Jamaica e Venezuela, tendo a sorte juntado no grupo D as seleções da Argentina, Chile, Panamá e Bolívia.

Lusa

  • A Verdade sobre a Mentira
    35:13
  • Elemento dos Super Dragões com medida de coação mais gravosa
    1:37

    Desporto

    Os seis arguidos da Operação Jogo Duplo, que investiga crimes de corrupção e viciação de resultados na II Liga de futebol, saíram em liberdade. A medida de coação mais gravosa é para um membro da claque Super Dragões, que terá de pagar uma caução de 5 mil euros.

  • Mais de 120 pessoas com hepatite A
    2:23

    País

    O surto de hepatite A já infetou 128 pessoas, 60 das quais estão internadas em hospitais de Lisboa e Coimbra. A Direção-Geral da saúde recomenda a vacinação apenas aos familiares dos doentes. Apesar de não haver ruptura de stocks, há farmácias que não têm vacinas.

  • Sobreviventes de Mossul relatam mutilações e execuções do Daesh
    1:32