sicnot

Perfil

Desporto

Cristiano Ronaldo tem mais de 200 milhões de seguidores

O futebolista português Cristiano Ronaldo é atualmente o único desportista com mais de 200 milhões de seguidores nas redes sociais, noticiou hoje a Forbes, que acrescenta que apenas Justin Bieber e Taylor Swift contam com registo semelhante.

instagram.com/cristiano/

instagram.com/cristiano/

O 'capitão' da seleção portuguesa de futebol, eleito melhor jogador do mundo em 2008, 2013 e 2014, é seguido por mais de 200 milhões de pessoas nas redes sociais Twitter, Instagram e Facebook, de acordo com dados da Hookit, citados pela revista norte-americana.

Segundo a mesma fonte, a 'influência' social do avançado do Real Madrid é superior em 64% à do 'rival' argentino Lionel Messi, do FC Barcelona, que soma 122 milhões de seguires, sem utilizar o Twitter.

Ronaldo já tinha sido o primeiro desportista a chegar aos 100 milhões de seguidores no Facebook em 2014, juntando-se agora ao cantor canadiano Justin Bieber e à cantora norte-americana Taylor Swift no grupo com mais de 200 milhões em várias plataformas.

Atualmente, Ronaldo conta com 109,7 milhões de seguidores no Facebook, 49,6 milhões no Instagram e 40,7 milhões no Twitter. Em 2015, o avançado luso contou com 41 milhões de novos seguidores nas três redes sociais, 74% das quais no Instagram.

O madeirense tem mais seguidores do que a soma dos cinco jogadores da NBA mais 'populares', casos de LeBron James (68,7 milhões), Michael Jordan (35,4), Kobe Bryant (34,8), Kevin Durant (30) e Stephen Curry (17,6).

É nos Estados Unidos (13,5%) que se concentra a maioria dos seguidores de Ronaldo, com a França (7,4%), o Brasil (6,4%), o México (6,2%) e Reino Unido (5%) a serem as seguintes nações no 'ranking'.

Lusa

  • As confissões de Cristiano Ronaldo
    2:03

    Desporto

    Cristiano Ronaldo espera que ainda falte bastante para pendurar as chuteiras. Falta, pelo menos, um europeu e um mundial. Quando deixar os relvados, quer dedicar-se à sua marca CR7.

  • O mais visto da semana em sicnoticias.sapo.pt
    2:01

    País

    As cheias no norte e centro fotografadas pelos espectadores, a falta de calma do Papa Francisco, o abandono de uma conferência de imprensa por parte de Cristiano Ronaldo e a tragédia no Tejo foram algumas das notícias mais clicadas no site da SIC Notícias durante esta semana. Veja aqui se lhe escapou alguma coisa.

  • Autarca e duas jornalistas mortas a tiro na Finlândia 

    Mundo

    A presidente da Câmara de Imatra, na Finlândia, e duas jornalistas foram mortas a tiro na noite passada, na pequena cidade do sudeste do país. O incidente aconteceu junto a um restaurante e a polícia chegou ao local pouco depois dos disparos. Um suspeito de 23 anos já foi detido.

  • Avião da Qatar Airways aterra de emergência nas Lajes
    0:47

    País

    Aterrou de emergência nos Açores, esta manhã, um avião da Qatar Airways. A turbulência obrigou à manobra que causou pelo menos 10 feridos nos passageiro do avião que fazia ligação de Washington para Doha, capital do Qatar, e foi desviado para a base aérea das Lajes. Os passageiros desembarcaram, como registou no Twitter um jornalista da Al-Jazzera que seguia a bordo. Segundo este depoimento, uma pessoa foi levada para o hospital com problemas cardíacos.

  • Óscar do turismo para empresa que gere património de Sintra
    1:51
  • O novo coala do zoo de Lisboa
    3:10

    País

    A SIC acompanhou em exclusivo a transferência de uma coala da Alemanha para o Zoo de Lisboa. O animal veio de avião e foi batizado pelos passageiros que seguiam a bordo. Ficou com o nome de Goolara. O coala é uma fêmea, com quase dois anos, e veio para aumentar a família da mesma espécie em Portugal.

  • Jovens do exército russo aderem ao Desafio do Manequim
    1:01

    Mundo

    Na Rússia, o grupo de jovens do exército também já aderiu ao famoso Mannequin Challenge. O vídeo foi divulgado pelo Ministério da Defesa russo. O objetivo é mostrar o dia-a-dia do chamado exército de jovens, cuja principal missão passa por sensibilizar os russos para a necessidade de cumprir o serviço militar obrigatório.