sicnot

Perfil

Desporto

Jogador turco que expulsou árbitro punido com três jogos

O futebolista Salih Dursun, do clube turco Trabzonspor, foi hoje punido com três desafios de suspensão por ter tirado e exibido o cartão vermelho ao árbitro no desafio de domingo com o Galatasaray.

À direita, o futebolista Salih Dursun do clube turco Trabzonspor.

À direita, o futebolista Salih Dursun do clube turco Trabzonspor.

Czarek Sokolowski

Durante a segunda parte do encontro da 22.ª jornada da liga turca, o árbitro expulsou três jogadores do Trabzonspor -- o português José Bosingwa foi titular -, sendo que a terceira provocou uma reação do médio Salih Dursun, que tirou o cartão vermelho ao árbitro, após este expulsar o congolês Cavanda, e mostrou-lho, simbolizando a sua revolta.

Além dos três desafios, Dursun vai pagar uma multa de cerca de 4.000 euros por ter violado os direitos do árbitro, segundo explica a federação turca.

O Trabzonspor já tinha dois futebolistas expulsos quando o árbitro Deniz Ates Bitnel exibiu o cartão vermelho ao defesa belga Luis Cavanda, em penalti que daria o 2-1 para o Galatasaray, situação que motivou a reação singular de Salih Dursun.

Os media turcos foram muito críticos com a arbitragem, considerando que o cartão vermelho foi exibido a todo o futebol turco, com significativa queda de espetadores após o escândalo de 2011 sobre jogos arranjados, bem como revelando incapacidade de singrarem na Liga dos Campeões.

Mais do que sancionar o seu futebolista, o Trabzonspor já anunciou que vai imprimir t-shirts com a imagem do seu atleta a exibir o cartão vermelho ao árbitro.

Na sequência do mesmo incidente, Cavanda foi punido com dois jogos pelo seu papel no incidente, quanto Aykut Demir, que ameaçou o árbitro, foi castigado com três desafios.

Lusa

  • O encontro emocionado de Marcelo com a mãe de uma das vítimas dos fogos
    0:30
  • Proteção Civil garante que já não há desaparecidos
    1:40
  • "Depois de sair da autoestrada o vidro do carro ainda estava a ferver"
    2:01
  • "O fogo chegou de repente. Foi um demónio"
    2:15
  • O desabafo de um empresário que perdeu "uma vida inteira de trabalho" no fogo
    2:08
  • O testemunho emocionado de quem perdeu quase tudo
    2:10
  • As comunicações entre operacionais no combate às chamas em Viseu
    2:27
  • Houve "erros defensivos que normalmente a equipa não comete"
    0:38

    Desporto

    No final do jogo, quando questionado sobre a ausência de Casillas no onze do FC Porto, Sérgio Conceição referiu que a equipa apresentada era aquela que lhe oferecia garantias. Quanto ao jogo, o treinador portista reconheceu que a equipa cometeu vários erros defensivos.

  • "Cometemos erros e há que tentar corrigi-los"
    0:41

    Desporto

    No final do jogo em Leipzig, Iván Marcano desvalorizou a ausência de Iker Casillas e entendeu que o facto de o guarda-redes ter ficado no banco não teve impacto na equipa. Já sobre o jogo, o central espanhol garantiu que não correu da forma como os jogadores esperavam.

  • Norte-americana foi à discoteca e tornou-se princesa

    Mundo

    A história de Ariana Austin é quase como um conto de fadas moderno. A jovem vai até ao baile, onde conhece o seu príncipe. Só que a norte-americana foi a uma discoteca e, na altura, não sabia que Joel Makonnen era na verdade um príncipe da Etiópia e que casaria com ele 12 anos depois, tornando-se também ela numa princesa.