sicnot

Perfil

Desporto

Mick Fanning vai competir a tempo parcial mas assegura presença em Jeffreys Bay

O australiano Mick Fanning, campeão do mundo de surf em 2007, 2009 e 2013, anunciou hoje que este ano vai competir a tempo parcial no circuito mundial, mas assegurou a presença na etapa sul-africana em Jeffreys Bay.

Dean Lewins/ AP

No ano passado, a 19 de julho, o australiano foi atacado por dois tubarões durante a final do J-Bay Open, sexta prova do circuito mundial, na África do Sul, mas não sofreu lesões graves.

As imagens de televisão mostram a aproximação de um tubarão por trás de Fanning, que se apercebeu da presença do predador e tentou afastar-se, mas acabou por ser derrubado da prancha.

As motas de água da organização dirigiram-se de imediato para o local e resgataram o australiano, de 35 anos, que meses depois viveu outro momento dramático com a morte do irmão mais velho, Peter.

"O ano passado foi muito intenso. O que aconteceu em Jeffreys Bay, estar na disputa do título e a morte do meu irmão. Cheguei a um ponto, no fim do ano, que me senti vazio", disse o surfista, admitindo que vai competir em Snapper Rocks e Bells Beach, na Austrália, nas duas primeiras etapas do circuito

Mick Fanning, que há 14 anos compete na elite mundial, garantiu ainda que quer voltar à África do Sul: "Quero voltar a J-Bay. Quero ter a certeza que enfrento esse risco. O principal desafio será surfar lá de novo".

O circuito mundial de surf vai passar por Peniche, entre 18 e 29 de outubro, na 10.ª de 11 etapas, com o Moche Rip Curl Pro Portugal, que Fanning venceu em 2009 e 2014.

Lusa

  • Obama diz que Guterres "tem uma reputação extraordinária"
    1:38

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar com Barack Obama e também com Donald Trump, na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido por Obama, na Casa Branca, onde recebeu vários elogios do presidente norte-americano.

  • Mãe do guarda-redes da Chapecoense comove o Brasil
    1:37
  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.

  • Tribunal chinês iliba jovem executado há 21 anos

    Mundo

    Nie Shubin foi fuzilado em 1995, na altura com 20 anos, depois de ter sido condenado por violação e assassinato de uma mulher, na cidade de Shijiazhuang. Agora, a justiça chinesa vem dizer que, afinal, o jovem era inocente, uma vez que não foram encontradas provas suficientes para o condenar.