sicnot

Perfil

Desporto

Vítor Pereira abandona Conselho de Arbitragem no final do mandato

O antigo árbitro Vítor Pereira vai abandonar o Conselho de Arbitragem (CA) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) no final do mandato, anunciou hoje o dirigente, em comunicado enviado à agência Lusa.

(Arquivo)

(Arquivo)

SIC

Vítor Pereira, de 58 anos, preside ao CA da FPF desde 2011, quando foi eleito para o cargo nas lista de Fernando Gomes, depois de ter liderado a Comissão de Arbitragem da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP), sob as lideranças de Hermínio Loureiro e do mesmo Fernando Gomes, a partir de 2006.

"Ao fim destes 10 anos, que se sucederam a uma carreira de 23 como árbitro -- que incluiu a presença nos Campeonatos do Mundo de 1998 e 2002, no Campeonato da Europa de 2000, na final da Taça UEFA de 2001/02 e na Supertaça Europeia de 2001 -- termino agora um ciclo no dirigismo nacional, pelo que não me recandidatarei nas próximas eleições na FPF", afirmou Vítor Pereira, em comunicado, no qual assume o apoio a Fernando Gomes no ato eleitoral marcado para 04 de junho.

Lusa

  • Passos acusa Governo de "sacudir água do capote"

    País

    O líder do PSD, Pedro Passos Coelho, acusou este sábado o Governo de "sacudir a água do capote" para não assumir a responsabilidade pelo que está a ser decidido, usando uma política de comunicação que considerou ser um "embuste".

  • Quase 200 polícias solidários com agentes acusados
    2:29

    País

    Perto de 200 polícias manifestaram-se este sábado na sede da PSP em Alfragide, em solidariedade com os 18 agentes acusados no processo Cova da Moura. O Sindicato Nacional de Polícia associou-se ao protesto e diz existir um aproveitamento político do caso.

  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.