sicnot

Perfil

Desporto

Infantino quer "restaurar a imagem e o respeito" pela FIFA

O recém-eleito presidente da FIFA, Gianni Infantino, disse hoje pretender "restaurar a imagem e o respeito" pela instituição máxima do futebol mundial, assegurando que os "momentos tristes e de crise" terminaram.

Schalk van Zuydam

"Vamos restaurar a imagem da FIFA e o respeito pela FIFA e todos nos aplaudirão", disse o ainda secretário-geral da UEFA, numa intervenção perante o Congresso extraordinário da instituição, que o elegeu para suceder a Joseph Blatter na liderança.

O atual momento da instituição não podia ser esquecido: "Atravessámos momentos tristes, momentos de crise, mas esses tempos terminaram. Graças a todos, vamos trabalhar juntos. A FIFA deu hoje um grande sinal de democracia. Quero trabalhar com todos para criar uma nova era na FIFA, com o futebol no centro."

Aludindo ao périplo que realizou para promover a sua candidatura e à possibilidade que teve de "conhecer gente fantástica e que ama o futebol", Infantino lançou um desafio: "Vamos trabalhar juntos, precisamos do respeito do mundo inteiro e de nos concentrarmos novamente neste magnífico jogo."

Perante o Congresso extraordinário da FIFA, Gianni Infantino afirmou o objetivo de "trabalhar por todo o mundo" para que o futebol volte a ser "o centro" no "novo período" que hoje se abre.

O ítalo-suíço Gianni Infantino foi hoje eleito presidente da FIFA, organismo que tutela o futebol mundial, ao vencer as eleições à segunda volta, sucedendo ao suíço Joseph Blatter.

O secretário-geral da UEFA recebeu, na segunda volta, 115 votos, ficando à frente do xeque Salman bin Ebrahim al-Khalifa (88) e do príncipe jordano Ali bin al Hussein (quatro), enquanto o francês Jérôme Champagne não recolheu qualquer voto. Antes, já o sul-africano Tokyo Sexwale tinha desistido.

Infantino é o nono presidente da história da FIFA, sucedendo a Blatter, que, após 17 anos no cargo, deixou a liderança na sequência de um escândalo de corrupção, acabando mesmo por ser suspenso por seis anos.

Lusa

  • Leão de Ouro de Souto de Moura faz "muito bem à alma" dos portugueses
    1:53
  • "Sonho com um futuro melhor", o desejo de um jovem sírio em Portugal
    2:12

    País

    Mais de 50 jovens sírios chegaram esta madrugada a Lisboa, para iniciarem o novo ano letivo, em Portugal. Sonham com um futuro melhor. Sonham com uma educação melhor. Os 54 estudantes vieram ao abrigo do programa lançado pelo antigo Presidente da República, Jorge Sampaio, que nos últimos anos já deu uma nova oportunidade a cerca de 200 alunos.

  • Na linha do triunfo
    16:49
  • Chamas do incêndio no Europa Park na Alemanha atingiram os 15 metros de altura
    0:57