sicnot

Perfil

Desporto

Luís Figo diz que "Finalmente a mudança chegou" à FIFA

Luís Figo, ex-candidato à presidência da FIFA, considerou hoje que "finalmente a mudança chegou" ao organismo com a eleição do ítalo-suíço Gianni Infantino para substituir Joseph Blatter na presidência.

© Andrea Comas / Reuters

"Felicidades Gianni. Finalmente a mudança chegou. Este é o momento de uma nova era para a FIFA", disse, no twitter, o português que foi candidato às eleições de 29 de maio 2015, mas que se retirou por entender que não estavam reunidas as condições de democraticidade e transparência.

Os presidentes da federação e da Liga de clubes, Fernando Gomes e Pedro Proença, respetivamente, já se tinham congratulado com o resultado das eleições que deram 115 votos ao secretário-geral da UEFA, que ficou à frente do xeque Salman bin Ebrahim al-Khalifa (88) e do príncipe jordano Ali bin al Hussein (quatro), enquanto o francês Jérôme Champagne não recolheu qualquer voto.

Entre outras reações, o francês François Carrard, presidente da comissão de reformas da FIFA e antigo diretor do Comité Olímpico Internacional, lembra que Infantino "trabalhou duro" e sempre defendeu as "reformas mais agressivas" no pelouro que dirige, recordando-lhe agora que "há muito pela frente" na missão de renovar o organismo.

Javier Tebas, presidente da Liga espanhola, desejou-lhe sorte e trabalho "para colocar um fim à corrupção política e económica no futebol".

Greg Dyke, presidente da federação inglesa, recordou que Infantino "não é um político nem uma superestrela, apenas muito organizado, tendo liderado muito bem a UEFA, pelo que será grande presidente da FIFA".

"Acho que podemos estar otimistas quanto ao futuro da FIFA depois de um ano terrível. A FIFA foi uma organização corrupta durante longo tempo, mas agora há uma esperança para o futuro", complementou.

O presidente da federação francesa, Noel le Graet, fala em "nova marca de governança e nova era" para a FIFA, esperançado que o futebol em si passe a ser o centro das suas preocupações e atenção.

"Gianni é o homem para o trabalho. Ele é um homem de ação, que foi capaz de conciliar os interesses de todas as federações, grandes ou pequenas, dentro da UEFA. Tem todo o nosso apoio para proceder à renovação da FIFA", completou.

Do Canadá, Victor Montagliani elogiou a capacidade de gerir os diversos dossiers do futebol e de Infantino falar cinco línguas, manifestando ainda o desejo de que a renovação do futebol não se resuma à FIFA, mas também às diversas confederações continentais.

"As coisas vão mudar. Há uma nova geração de dirigentes e impera a democracia, como o prova os quatro candidatos às eleições. Democracia e transparência é melhor para todos", ajuntou.

Praful Patel espera que o novo presidente ajude o futebol a tornar-se um "grande sucesso" na India, cuja federação dirige.

Infantino é o nono presidente da história da FIFA, sucedendo a Blatter, que, após 17 anos no cargo, deixou a liderança na sequência de um escândalo de corrupção, acabando mesmo por ser suspenso por seis anos.

Lusa

  • Centro comercial em Manchester evacuado

    Mundo

    Um centro comercial foi evacuado esta manhã, no centro de Manchester. Testemunhas dizem ter ouvido um "grande estrondo". O incidente acontece horas depois do ataque na Manchester Arena, no final da atuação da cantora Ariana Grande, no qual morreram pelo menos 22 pessoas. O espaço comercial em Manchester foi entretanto reaberto. A polícia começou a retirar o cordão de segurança, pouco tempo depois de ser dado o alerta. Uma pessoa foi detida.

  • Dois em cada três idosos em Portugal são sedentários

    País

    É a camada da população mais inativa e com comportamentos que revelam um estilo de vida menos saudável, segundo um estudo divulgado hoje, que analisou os dados de mais de 10.600 portugueses representativos da população, entre os quais mais de 2.300 pessoas com mais de 65 anos.

  • "Michel Temer nunca teve vergonha, não tem cara de pessoa de bem"
    3:04

    Opinião

    Miguel Sousa Tavares analisou no habitual espaço de comentário do Jornal da Noite  da SIC, o escândalo com o Presidente do Brasil, Michael Temer. O comentador diz que já era previsível que Temer fosse apanhado com "o pé na poça" e afirma que o Presidente brasileiro nunca teve qualquer tipo de vergonha. Miguel Sousa Tavares fez ainda referência ao facto de Dilma Rousseff ser, entre todos os políticos brasileiros, a única que não tem processos contra ela.

    Miguel Sousa Tavares

  • Julgamento do caso BPN deverá terminar quarta-feira
    4:38

    Economia

    O acórdão do processo principal do BPN vai ser tornado público esta quarta-feira, depois de quase sete anos de audições. O rosto principal é o de José Oliveira Costa mas há outros 14 arguidos sentados no banco dos réus.