sicnot

Perfil

Desporto

Paulo Fonseca encara com otimismo calendário apertado do Sp. Braga

O treinador do Sporting de Braga, Paulo Fonseca, disse hoje esperar um jogo difícil em Arouca, no sábado, na 24.ª jornada da I Liga de futebol, e destacou o facto de a equipa ir realizar o 40º jogo da temporada.

Paulo Fonseca, treinador do Sporting de Braga.

Paulo Fonseca, treinador do Sporting de Braga.

M\303\201RIO CRUZ

O jogo em Arouca antecede o de Vila do Conde, na quarta-feira, diante do Rio Ave (segunda mão das meias-finais), que pode dar o passaporte para nova final da Taça de Portugal, e Paulo Fonseca espera no sábado "um jogo difícil, perante uma equipa moralizada".

"[O Arouca] Vem de três vitórias consecutivas, está a fazer um excelente campeonato, há a questão do tempo que prevê-se que não seja o melhor. Vai ser um jogo difícil, mas estamos preparados para isso", disse.

Envolvido em quatro frentes, o Sporting de Braga vai realizar no sábado a sua 40.ª partida esta época e o calendário vai continuar apertado em março com jogos da Taça de Portugal e da Liga Europa, além do campeonato.

Paulo Fonseca admite o desgaste, mas notou que a equipa tem dado boa resposta e disse encarar com "otimismo" o resto da temporada.

"Nos últimos dois meses disputámos 17 jogos, o calendário felizmente está apertado, é sinal de que continuamos em todas as provas e a equipa tem respondido sempre bem. A gestão não tem prejudicado, é uma equipa cheia de titulares", disse.

O técnico defendeu que o mais difícil é a recuperação física dos jogadores, mas nesse aspeto o plantel tem dado uma boa resposta, pelo que a maior preocupação tem que ver com o pouco tempo de preparação de cada jogo.

"É a principal desvantagem de quem joga de três em três dias, mas há um modelo de jogo perfeitamente enraizado e isso ultrapassa essa falta de tempo", disse.

Questionado sobre os cinco golos sofridos nos dois últimos jogos, Paulo Fonseca desvalorizou esse facto.

"Encaro isso da mesma forma como encarei quando estivemos dois ou três jogos sem marcar, tranquilo. A equipa tem tido um registo defensivo ótimo, é a equipa portuguesa, em todas as competições, com menos derrotas, tem cinco, o Benfica e o Sporting oito e o FC Porto 10, temos 29 golos sofridos, tantos como o Benfica [tem 30 e não 29], menos do que FC Porto, 34, e Sporting, 41. Por que haveria de estar preocupado?", deixou.

Sporting de Braga, quarto classificado, com 43 pontos, e Arouca, quinto, com 34, defrontam-se às 18:30 de domingo, no Estádio Municipal de Arouca, jogo que será arbitrado por João Pinheiro, de Braga.

Lusa

  • "É mais um notável tiro no pé de Passos Coelho"
    4:04

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Miguel Sousa Tavares analisou esta segunda-feira, no Jornal da Noite, a polémica em torno de Pedro Passos Coelho, depois do presidente do PSD ter pedido desculpas por ter "usado informação não confirmada", ao falar na existência de suicídios, depois desmentidos, como consequência da falta de apoio psicológico na tragédia de Pedrógão Grande. Sousa Tavares considera que Passos Coelho deu "mais um tiro no pé" e defende que o líder da oposição "está notoriamente desgastado" e "caminha para uma tragédia eleitoral autárquica".

    Miguel Sousa Tavares

  • Este texto é sobre o bom senso. O bom senso que faltou a Passos Coelho quando, esta manhã, depois de uma visita pelas áreas ardidas de Pedrógão Grande, decidiu falar em suicídios. Passos não se referiu a tentativas, mas sim a atos consumados. Deu certezas. Disse que tinha conhecimento de “pessoas que puseram termo à vida” porque “que não receberam o apoio psicológico que deviam.”

    Bernardo Ferrão

  • Simplex+2017 promete simplificar burocracia
    1:08

    País

    Já está online o novo Simplex+2017, que vai simplificar a vida dos cidadãos, empresas e administração pública. Pagar impostos com cartão de crédito e ter o cartão de cidadão ou a carta de condução no telemóvel são alguns exemplos do que está previsto.

  • Homem fala ao telefone com o filho que pensava estar morto

    Mundo

    Um norte-americano que tinha estado presente no funeral do filho recebeu, 11 dias depois, uma chamada telefónica de um homem que o pôs em contacto... com o filho que havia enterrado semana e meia antes. Tudo por causa de um erro do gabinete de medicina legal.