sicnot

Perfil

Desporto

Niang, do AC Milan, sofre acidente de automóvel, mas recusa responsabilidade

O jovem avançado francês do AC Milan Mbaye Niang sofreu um acidente de carro na noite de sábado, mas o futebolista assegurou hoje que não era ele quem conduzia e que o embate não foi grave.

© Alessandro Garofalo / Reuters

"O meu motorista e eu estamos de boa saúde. O carro fez aquaplanagem. Foi mais o medo do que os danos. Estou pronto para o final da época com o AC Milan. Força Milan", escreveu na sua conta de twitter o atleta, de 21 anos.

Niang, que está sem carta de condução em função de um acidente anterior, garantiu que "o único motivo do acidente foram as condições climatéricas", que têm sido adversas nos últimos dias em Itália.

O AC Milan emitiu uma breve declaração, referindo-se a lesões no tornozelo e ombro direito.

Niang foi submetido a um teste de álcool que resultou negativo.

Em fevereiro de 2014, quando foi emprestado ao Montpellier, foi condenado a 18 meses de pena suspensa na sequência de um acidente de viação ao conduzir um Ferrari.

Na altura, fugiu e negou as acusações, que admitiu após quatro dias sob custódia

O jovem futebolista, que tinha sido cedido nas duas últimas épocas, conseguiu finalmente impor-se no AC Milan, tendo marcado oito golos e feito cinco assistências em 20 jogos disputados esta época em todas as competições.

Lusa

  • Um retrato devastador do "pior dia do ano"
    2:47
  • Um olhar sobre a tragédia através das redes sociais
    3:22
  • "Estão a gozar com os portugueses, esta abordagem tem de mudar"
    6:45

    Opinião

    José Gomes Ferreira acusa as autoridades e o poder político de continuarem a abordar o problema da origem dos fogos de uma forma que considera errada. Em entrevista, no Primeiro Jornal, o diretor adjunto da SIC, considera que a causa dos fogos "é alguém querer que a floresta arda". José Gomes Ferreira sublinha que não se aprendeu com os erros e que "estão a gozar com os portugueses".

    José Gomes Ferreira

  • "Os portugueses dispensam um chefe de Governo que lhes diz que isto vai acontecer outra vez"
    6:32

    Opinião

    Perante o cenário provocado pelos incêndios, os portugueses querem um chefe de Governo que lhes diga como é que uma tragédia não volta a repetir-se e não, como disse António Costa, que não tem uma fórmula mágica para resolver o problemas dos fogos florestais. A afirmação é de Bernardo Ferrão, da SIC, que questiona ainda a autoridade da ministra da Administração Interna para ir a um centro de operações, uma vez que é contestada por toda a gente.

  • Portugal precisa de "resultados em contra-relógio, após décadas de desordenamento florestal"
    1:18
  • Jornalista que denunciou corrupção do Governo de Malta morre em explosão

    Mundo

    A jornalista Daphne Caruana Galizia, que acusou o Governo de Malta de corrupção, morreu esta segunda-feira, numa explosão de carro. O ataque acontece duas semanas depois de a jornalista maltesa recorrer à polícia, para dizer que estava a receber ameaças de morte. A morte acontece quatro meses após a vitória do Partido Trabalhista de Joseph Muscat, nas eleições antecipadas pelo primeiro-ministro, após as alegações da jornalista, que o ligavam a si e à sua mulher ao escândalo dos Panama Papers. O casal negou as acusações de que teriam usado uma offshore para esconder pagamentos do Governo do Azerbaijão.